sábado, 24 de abril de 2021

DIA DO CHURRASCO, DO CHIMARRÃO E DO 35 CTG


A data de 24 de abril tornou-se muito importante para os rio-grandenses.  
Nesse dia, no ano de 1948, era fundado o 35 CTG, o pioneiro da tradição, cujo modelo de organização serviu de parâmetro para o surgimento de milhares de outras entidades tradicionalistas pelo mundo afora. 

Também em 24 de abril, desde o ano de 2004, os gaúchos passaram a comemorar o Dia do Churrasco e o Dia do Chimarrão, homenagens instituídas pela lei 11.929, de 20 de junho de 2003, de autoria do então deputado estadual Giovani Cherini.
Na mesma norma ficou instituído o Churrasco como “Prato Típico” e o Chimarrão como “Bebida Símbolo” do Estado do Rio Grande do Sul.  

A data para essas efemérides, foi sugerida pelo MTG – Movimento Tradicionalista Gaúcho, em referência à ao dia de fundação do 35 CTG, o pioneiro dos Centros de Tradição Gaúcha do RS.

Parabéns 35 CTG !!!    
Salve o Churrasco e o Chimarrão !!!

sexta-feira, 23 de abril de 2021

COMISSÃO GAÚCHA DE FOLCLORE - 73 ANOS

Em 23 de abril de 1948, era criada a Comissão Gaúcha de Folclore, com o
propósito de reunir grupos de intelectuais que se dispusessem a assumir e incentivar os estudos de Folclore no Rio Grande do Sul.
Em sua formação inicial a CGF teve como membros 32 intelectuais de diversas áreas do conhecimento a seguir nominados: Adão Carrazoni, Aldo Obino, Athos Damasceno Ferreira, Darcy Azambuja, Elpídio Ferreira Paes, Ênio Freitas Castro, Érico Verissimo, Ernani de Carvalho Heffner, Fernando Corona, Guilhermino César, J.C. Paixão Côrtes, Henrich Bunse, Lothar Hessel, Luis Carlos Barbosa Lessa, Luis Carlos de Morais, Manoelito de Ornelas, Moysés Vellinho, Othelo Rosa, Tony Seitz Petzhold, Walter Spalding, Antonio Luz, Biaggio Tarantino, Ivo Caggiani, José L. Freitas, Romeu Beltrão, Celso Fiori, Tarcísio Taborda, Bruno Mendonça Lima, Mário Moraes, Umberto Feliciano de Carvalho, Plinio Saraiva, e José Augusto Rodrigues.
Durante os 50 anos seguintes, a Comissão Gaúcha de Folclore, tendo à frente o incansável batalhador Dante de Laytano, participou de inúmeros Congressos, Seminários, Semanas de Folclore e Cursos. Seus membros proferiram conferências, palestras e publicaram dezenas de obras resultantes de pesquisas de campo e bibliográficas.
A CGF sempre foi órgão independente, e nunca recebeu verbas oficiais, sendo mantida pela força de vontade e colaboração de seus membros. Funcionava na residência de seus membros, especialmente na de Dante de Laytano.
Por volta de 1980, notou-se um esvaziamento da entidade, em razão da idade avançada do presidente Dante de Laytano e de outros membros que, por falta de condições físicas, foram se afastando.
Tendo em vista este fato, a Comissão Nacional de Folclore, representada pelo então Vice-Presidente Prof. Bráulio Nascimento veio a Porto Alegre e em visita ao Prof. Dante, foi ajustado que haveria uma continuidade, agora sendo encarregada da reestruturação a Prof.ª Lilian Argentina Braga Marques, renomada folclorista gaúcha e que esta seria no momento a presidente-executiva para compor grupo de pesquisadores que passariam a integrar a Comissão Gaúcha de Folclore.  Aos 22 dias do mês de setembro de 1992, realizou-se a primeira reunião do novo grupo, composto pelos sócios-fundadores da 2ª fase: Presidente de Honra, o prof. Dante de Laytano; como Presidente Executiva, Lilian Argentina, como membros, José Roberto Diniz de Moraes, Harri Rodrigues Bellomo, Oliveira da Silveira, Moema Santos Morales, Cristina Rolim Wolffenbüttel, Paula Simon Ribeiro, Sonia Teresinha Siqueira Campos, Carmem Sousa Sousa, Estelita Aguiar Branco, Jorge Hirt Preiss, Lothar Hessel, Rose Marie Reis Garcia. Posteriormente tornaram-se membros efetivos Getúlio Xavier Osório e Aledir Brestot.
Para prestar homenagem permanente a intelectuais ligados ao folclore a CGF realizou sessões solenes para integrar como Membros Honorários João Carlos Paixão Côrtes, Luis Carlos Barbosa Lessa (estes remanescentes da 1ª fase), Hélio Moro Mariante, Antonio Augusto Fagundes, Ilka D'Almeida Santos Herrmann.
Com objetivo de ampliar os recursos humanos ligados ao estudo da cultura popular, vieram integrar o quadro de associados, estudiosos do interior do estado, formando assim um grupo de membros colaboradores: Maria Eunice Kautzman de Montenegro, Paulo Roberto Pedroso de Soledade, Osório Santana Figueiredo de São Gabriel, Lesia Cardoso de Santo Antonio da Patrulha, Célia Jachemet de Gravataí, Pedro Ari Veríssimo da Fonseca de Passo Fundo e Julio Ricardo Quevedo dos Santos de Santa Maria. 
Ao longo de sua existência a Comissão Gaúcha de Folclore tem recebido em seus quadros, inúmeros outros estudiosos, que chegam através dos Cursos ministrados pelos associados e demais convidados.
Ao atuar em consonância com o Movimento tradicionalista Gaúcho, a CGF tem estreita ligação com o mesmo, tendo inclusive entre seus fundadores da 1ª fase, alguns dos fundadores do 35 CTG, que foi criado um dia após a fundação da CGF. São entidades co-irmãs que possuem muitos objetivos em comum.
A Comissão Gaúcha de Folclore participa de Congressos, Seminários, Mesas redondas em todo país, publica obras de seus associados possuindo acervo de diversos títulos.
Foi instituída pela CGF a Comenda Dante de Laytano, para homenagear estudiosos do Folclore/Culturas Populares que já possuem trabalhos publicados, e a Medalha Lilian Argentina Braga Marques, que é oferecida a pessoas que se destacam em alguma área da cultura (não necessariamente em Folclore).

Na programação comemoraiva aos 73 anos da entidade,  está sendo realizada uma série de palestras, cursos e aulas on line. Para assistir é so acessar a página da CGF no Facebook.   

BAITA CAGAÇO

Apesar do isolamento físico praticado há um ano por mim e por meus familiares, acabei contraindo a Covid19. De que maneira, só Deus sabe. 

Os primeiros sintomas apareceram no dia 05 de março. Febre, tosse, dor no corpo, prostração e muita sonolência, mas nada que recomendasse internação hospitalar.  Ocorre que, na madrugada de 18 de março, já no 13º dia do ciclo do vírus, acordei com dores insuportáveis no peito e nos braços. O vírus deixou o meu pulmão de lado e resolveu se instalar no coração. Como consequência, sofri um infarto agudo do miocárdio. Graças a Deus fui rapidamente atendido pela equipe do Samu, que me levou para o Hospital de Clínicas, o melhor de Porto Alegre, onde passei por um cateterismo, procedimento que “limpou” a minha artéria coronária e instalou três “stents”, espécie de molinhas que mantém a veia desobstruída.
Graças a Deus e a competência dos profissionais de saúde do HC, tudo correu maravilhosamente bem.  Mas que foi um baita cagaço, isso foi.

Além do ótimo atendimento concedido a mim, ao longo dos oito dias em que fiquei hospitalizado, ajudaram muito na minha recuperação as inúmeras demonstrações de apreço que recebi, emanadas por uma legião de amigos que não imaginei que tivesse.  Mensagens lindas, impregnadas de otimismo, de esperança, de fé e de carinho que me emocionaram de tal forma, que os médicos me sequestraram o celular.    
Todos as preces e os recados, dos mais singelos aos mais elaborados, foram de grande significado pra mim e agiram como um lenitivo para aquela minha angústia momentânea.

Ainda me faltam as expressões adequadas pra agradecer aos autores de cada uma dessas palavras dirigidas a este humilde peão do Rio Grande.

Meu mais sincero e fraterno Muito Obrigado a todos esses amigos/irmãos que lembraram de mim.   

Já faz alguns das que voltei pra casa, onde me recupero devagarito. 

Dez quilos mais magro e com vontade de trabalhar, em breve retomarei minha rotina, se Deus quiser. 

Baita abraço.

sábado, 6 de março de 2021

"ESTRADEANDO" EM FAVOR DO MESTRE MIGUEL BICCA

Bom dia gauchada. 

Começo este sábado, agradecendo ao amigo Miguel Bicca e à sua patroa, dona Eloni,  pela gentileza de fazerem chegar, na caixa de correio aqui do meu rancho, um exemplar autografado do livro "Estradeando", obra de fundamento que traz versos do próprio Miguel Bicca, poeta, cantor e compositor dos mais qualificados do RS.
O Miguel, pra quem ainda não sabe, está enfrentando um grave problema de saúde, cujo tratamento especializado provocou uma escaces dos recursos financeiros, dele e de seus familiares. 
Na tentativa de minimizar essa carência, um dos amigos do Miguel, conhecido por Tono Pinheiro, que eu ainda não tive o privilégio de conhecer pessoalmente, teve a iluminada ideia de reeditar e colocar a venda, o livro "Estradeando", cuja primeira edição fora publicada originalmente no ano de 1979. 
Eu achei fantástica a iniciativa do Tono e também resolvi dar uma mão. 
Sou amigo do Miguel, admiro suas obras e seu caráter, sendo assim, não poderia me omitir diante da necessidade de ajudá-lo a suportar os gastos com o seu dispendioso tratamento.
Passei a divulgar o livro nos espaços que disponho na mídia e, ao mesmo tempo,  convidei as pessoas a adquirirem um ou mais exemplares da obra.
Para satisfação minha e de todos os envolvidos na ação, em poucos dias houve um grande volume de pedidos e de depósitos efetivados na conta bancária do Miguel. Gente de todo o Brasil que, além de contribuir financeiramente, fez questão de expressar consideração pela pessoa do Miguel e reconhecimento pelo que ele representa para o cenário da música regional missioneira e gaúcha.       

Pensei muito antes de decidir-me a expor os números alcançados pelo nosso modesto engajamento coletivo. Faço isso não para jactar-me, mas sim, para dar uma satisfação àqueles amigos e amigas de bom coração que contribuíram com a campanha e que certamente ficarão contentes em saber do seu resultado exitoso. Ao todo foram comprados 81 livros e 5 CDs, brique que gerou a arrecadação de R$ 8.540,00 (oito mil, quinhentos e quarenta reais).
Pode não ser uma quantia volumosa de dinheiro, mas haverá de aplacar momentaneamente as exiguidades materias que porventura o nosso parceiro Miguel esteja enfrentando. 
Em nome do Miguel, da dona Eloni, do Tono Pinheiro e em meu próprio nome, eu agradeço a todos pela demonstração de solidariedade e de amor ao próximo. 
Muito obrigado mesmo!!!  
Seguimos Estradeando... 
Baita abraço.

sábado, 20 de fevereiro de 2021

O GRANDE MIGUEL BICCA PRECISA DE NOSSA AJUDA

O poeta, cantor, compositor e meu amigo Miguel Bicca, está passando por um momento complicado de sua vida e precisa da ajuda de seus amigos e admiradores.
Acometido de uma câncer, em estado avançado, ele e seus familiares peleiam com dificuldades para  conseguirem suprir as necessidades que a situação exige. Os custos com remédios, alimentação específica e cuidados especiais são bem elevados e fizeram minguar rapidamente os recursos financeiros que ele e sua família dispunham.   
Como forma de angariar algum dinheiro, alguns amigos do Miguel, liderados pelo Tono Pinheiro e seu filho Manuel, tiveram a iniciativa de financiar a produção de alguns exemplares do livro "Estradeando", publicado originalmente em 1979, que traz versos e contos de autoria de Miguel Bicca.

Quem tiver interesse em comprar um ou mais exemplares, por favor, efetive um depósito na conta do próprio Miguel, ao custo unitário de de R$ 70,00. 
Os dados bancários são os seguintes:
BANCO DO BRASIL
AGÊNCIA 0187-2
CONTA Nº  28.919-1
MIGUEL ANTÔNIO BICCA
CPF: 260.288.750-15
VALOR:  R$  70,00

Feito o depósito, favor mandar o comprovante  para o chasquezap (51) 996.026.839, para que eu o encaminhe a dona Eloni, esposa do Miguel. 
 
Embora pareça elevado, o valor cobrado pelo livro, na verdade é muito barato, diante da significativa importância de Miguel Bicca para o cenário musical rio-grandense.

Então, meus amigos, vamos comprar o livro e ajudar o querido
Miguel Bicca ?

Certamente tornaremos um pouco melhores os seus dias.  
Que Deus o abençoe e faça com que ele recupere sua saúde. 
Oremos!

Um pouco mais sobre Miguel Bicca: 
Miguel Bicca nasceu em Cachoeira do Sul, na Costa do Jacuí, em 1º de janeiro de 1941. 
Aos 18 anos mudou-se com a família para São Borja, onde participou da criação do grupo amador de arte Os Angüeras, no ano de 1963, juntamente com seu irmão José Bicca, Apparício Silva Rillo, Carlos Crispim Moreno (o "Pimpim"), Antônio Carlos Lara de Souza (o "Caco"), Ernando Garcia Coelho.
Embora não tenha participado da primeira formação d'Os Angueras,  não tardou muito para integrá-lo, atuando por 15 anos nas funções de compositor, ritmista e vocalista. 
Em 1979 editou o livro "Estradeando", pela Editora Tchê.
Na década de 1980, passou a dedicar-se à carreira individual, tendo gravado os discos "Costeiros", "Meus Rios e Veredas" e "Paleteando", este último, em parceria com seus fiel amigo Sabani Felipe de Souza. 
Miguel é autor de músicas consagradas como "Rios e Rumos", "Viramato", "Janaína", "Barco Perdido", "Saudade de Pai", "Falquejando", "São as Armas Que Conheço", entre tantas...
Suas canções abordam principalmente a temática do rio Uruguai, da vida nas barrancas, além de tratarem da mulher gaúcha e da vida no campo.
Miguel Bicca sempre foi figura assídua nos festivais nativistas, concorrendo ou atuando como jurado.
Tive privilégio de conviver com ele em diversos festivais, inclusive no 1º Canto Missioneiro, quando ele integrou a comissão avaliadora daquela edição histórica.  

sábado, 13 de fevereiro de 2021

PARABENS, MESTRE TELMO DE LIMA FREITAS !!

Em 13 de fevereiro de 1933, nascia em São Borja o compositor, músico, cantor e poeta Telmo de Lima Freitas, um dos expoentes do regionalismo gaúcho. Também exerceu outras profissões, como enfermeiropeão de estância, peão de lavoura e agente da Polícia Federal.

Criou e participou ativamente do grupo musical Os Cantores dos Sete Povos, com o qual conquistou, com a mazurca Esquilador, a Calhandra de Ouro da 9ª Califórnia da Canção Nativa de Uruguaiana, realizada em dezembro de 1979.

Sua carreira no disco iniciou em 1973 quando lançou seu primeiro LP intitulado   O Canto de Telmo de Lima Freitas.    Depois vieram mais dez discos de música e de poesia que enriqueceram sua discografia:

1973: O Canto de Telmo de Lima Freitas
1980: Alma de Galpão
1993: Tempos de Praça
1994: De Marcha Batida
2000: A Mesma Fuça
2002: Carteio da Vida
2006: Aparte
Acervo Gaúcho
De Pé no Estribo
Rastreador

Com o álbum intitulado A Mesma Fuça, lançado no ano 2000, recebeu o Prêmio Açorianos em duas categorias: Melhor Compositor e Melhor CD Regional.

Telmo é autor do livro de poesias crioulas batizado De Volta ao Pago.

Telmo de Lima Freitas foi homenageado como um dos Pilares da Tradição Gaúcha, ao lado de Nico Fagundes, Paixão Cortes e Adelar Bertussi, no livro homônimo escrito pelo jornalista Renato Mendonça.

Neste 13 de fevereiro, o grande Telmo de Lima Freitas, já devidamente vacinado contra o Covid 19, completa 88 anos de dedicação a música e ao regionalismo gaúcho.

Parabéns ao mestre Telmo de Lima Freitas !!


Depoimento necessário:

O rancho, eu chimarreando e Telmo cantando 
Esta imagem reporta ao ano de 1994, época em que eu ainda era funcionário do Banco do Brasil, atuando na agência de Santo Antônio da Patrulha, minha terra natal.  No início do mês de setembro, sugeri ao gerente, de nome Jorge, que montássemos um rancho crioulo no interior da agência, com o intuito de criarmos um cenário gauchesco, onde seriam desenvolvidas algumas ações que integrassem o nosso local de trabalho  à Semana Farroupilha daquele ano. O gerente gostou da ideia e me deu carta branca para realizá-la.

Um dos clientes do BB de SAP era Telmo de Lima Freitas, que ao ser procurado por mim, prontamente colocou-se a disposição para me ajudar a cumprir a tarefa para a qual fui designado. E que baita colaboração ele nos deu. 

Fui até a sua propriedade, localizada no  Arroio do Carvalho, interior de Santo Antônio, e voltei de lá com a camionete repleta de peças, indumentárias e antiguidades do seu fantástico acervo. Até uma rústica cobertura de capim ele emprestou. 

Não bastasse a gentileza e o desprendimento de fonecer quase todos os artigos de decoração do nosso rancho, Telmo ainda participou ativamente da programação praticada na agência, tocando, cantando, declamando e, até mesmo, preparando pratos da culinária campeira, que nós funcionários, devidamente pilchados, oferecíamos aos clientes. 

Que inesquecível demonstração de humildade e de companheirismo demonstrou o mestre Telmo de Lima Freitas durante aqueles dias.  

Sempre fui fã do artista, mas a partir daquele setembro, passei a também admirar o cidadão Telmo de LIma Freitas.  

sábado, 6 de fevereiro de 2021

A ARTE E O TALENTO DE ANDRÉ OLIVEIRA

Dia desses, eu recebi aqui na porteira do meu rancho, como determinam as normas de distanciamento físico, a visita do escultor e amigo André Oliveira, acompanhado de sua patroa Sabri Antunes, com o propósito de entregar uma de suas obras, feita sob encomenda pra mim. Trata-se de uma estatueta, que retrata  um gauchão bem parecido comigo, empunhando um chimarrão e um microfone, numa alusão bem humorada às minhas atividades profissionais.  Fiquei faceiro e emocionado ao me enxergar naquele pequeno busto caricato.
Este fantástico trabalho de esculpir caricaturas em argila, gesso e madeira, é a especialidade mais recente do André Oliveira, cuja arte tem sido valorizada por diversos músicos, chuleadores, ginetes, laçadores, dançadores e pessoas em geral que se vêem simbolizadas através das imagens confecionadas pelo talentoso artista plástico. Além das estatuetas, o André também produz troféus e imagens gauchescas, como estas que estampam esta postagem.    Para fazer contato e encomendar uma obra de arte personalizada, basta fazer contato com o André Oliveira através do whatspp nº  (51) 980.183.179 ou do seu perfil no Facebook   https://www.facebook.com/andrebuscape 


Raineri Spohr, Guto Gonzales, Marcelo Oliveira, Rogério Villagran


Só pode ser o Teixeirinha



Parece com o Ricardo Comassetto 


E esse chuleador, quem será?



Um pouco mais sobre o artista André Oliveira:

Nascido em Porto Alegre, André Oliveira tem a arte presente em sua vida desde muito cedo, quando ainda na infância começou a dar asas a sua imaginação fazendo os primeiros rabiscos em papel. 
Com dez anos de idade seu talento recebeu destaque com a participação em um concurso intercolegial patrocinado pela Enciclopédia Britânica do Brasil, que selecionaria apenas dez desenhos entre todas as escolas de Porto Alegre para participar de uma exposição. Na ocasião o “pequeno artista” teve seu trabalho escolhido e publicado no evento juntamente com desenhos de estudantes de vários países do mundo. Durante o ensino médio André tinha o hábito de rabiscar caricaturas de colegas e professores, mas aos poucos esse passatempo foi sendo substituído por outras atividades.
Quase trinta anos depois, essa motivação retornou ao ser instigado a desenhar durante os momentos lúdicos com sua filha Isadora e seus sobrinhos Pedro Mariano e João Inácio, sendo que agora essa brincadeira ganhou uma temática específica: a cultura gaúcha. 
A partir da criação de diversos personagens retratados em atividades típicas do homem do campo do Rio Grande do Sul, André Oliveira trabalha com gravuras, caricaturas, criação de logotipos, camisetas e canecas, onde estampa sua arte. Essa criação de personagens autênticos culminou na vontade de transformar os mesmos personagens dos desenhos em esculturas, onde passou a se dedicar a essa nova linguagem artística.
Madeiras reaproveitadas de tramas de cercas antigas e cravos de ferradura servem como base para sustentar um gaúcho bem a cavalo ou um chuleador no seu tablado de dança, personagens que comumente são eternizados em forma de escultura pelas mãos do artista. 
Em dezembro de 2020 André representou o Brasil no Festival Internacional de Declamadores, Payadores, Pintores, Escultores y Poetas promovido pela Associación Folclórica Latino Americana (AFLA), evento no qual participaram artistas pertencentes a treze países. 
As pinturas e esculturas de André Oliveira vem ganhando o carinho do público de toda a região Sul do país, uma vez que - além da criação de personagens - o artista também desenvolve um trabalho com desenhos e esculturas personalizadas, eternizando momentos especiais da vida de cada pessoa.    

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

TE ENTREVERA NA ESCUTÂNCIA, CHÊ!


Já está no ar mais recente edição 
do programa Ronda dos Festivais, que destaca os repertórios dos CDs Memórias do Sul, lançado pelo do cantor Leomar Ferraz, e Transcendência, produzido pelo instrumentista e cantor Ricardo Martins.
A literatura também será enfatizada através da apresentação de três livros "de fundamento":  Cutelaria de Aço, Fogo e Arte, elaborado por Don Cássio Selaimen;  Traslado de David Canabarro, escrito por Edilson Villagran Martins; e  A Saga dos Açorianos e Outras Poesias, de autoria do poeta  José Cézar Matesich Pinto.

Tem também o Momento da Poesia Gaúcha, com o poeta e declamador Pedro Junior da Fontoura, e um repertório de canções bonitas, interpretadas por talentosos cantores e cantoras.   

Sintonizando o programa os ouvintes poderão apreciar as vozes de:  
   
Leomar Ferraz    -    Pedro Junior da Fontoura  
Ricardo Martins   -  Luiz Marenco & Jari Terres 
Luiz Carlos Borges  -   Ricardo Portto 
Tuny Brum  -  Walther Morais

O programa Ronda dos Festivais é produzido e apresentado pelo comunicador patrulhense Jairo Reis, com assistência técnica do operador de áudio Germano Reis


Para escutar o programa é muito fácil. Basta sintonizar as frequências AM, FM, ou então acessar os links das emissoras.  Ou ainda, baixar os "Apps" das rádios que já estão disponíveis na loja de aplicativos do teu celular. 

Define o dia e o horário, escolhe uma rádio e te entrevera na escutância, chê!!!                                      

11h                Pampeana - Chapecó/SC                              
Link:             www.radiopampeana.com.br
15h                Biguá - Bento Gonçalves                        
Link:             www.radiowebbigua.com.br    
17h                Bagual - Blumenau/SC                           
Link:             www.radiobagual.com
18h                Rede Nação Mix FM 91.3 – Itaqui
18h                Vozes do Sul - Canoas                            
Link:             www.radiowebfmvozesdosul.com.br
18h30            Rio Grande Digital - Sapiranga            
Link:             www.radioriograndedigital.com
19h                Campeiro FM - Cruzeiro do Sul           
Link:             www.campeirofm.com
19h                WWG - Jaraguá do Sul/SC                   
Link:             www.radiowwg.com
19h30            De Pátria Querência - Parobé              
Link:             www.radiodepatriaequerencia.com.br
20h                Campos Neutrais – Santa Vitória Palmar   
Link:             www.radiocamposneutrais.com
20h                Pátria Gaúcha - Itajubá/MG                
Link:             www.radiopatriagaucha.com.br
 
SÁBADO:
Horário        Emissora 
05h30            Serra FM 105.9 - Serra Alta/SC           
Link:             www.serraaltafm.com.br
07h                Antena RG - Cassino/Rio Grande         
Link:             www.antenarg.com.br
08h                Embalo Jovem - Goioxim/PR                 
Link:             www.radioembalojovem.com
08h                Fundo da Grota - Camboriu/SC          
Link:             www.fundodagrota.com
12h                Vozes do Sul – Canoas                             
Link:             www.radiowebfmvozesdosul.com.br
12h30            Park FM 87.9 - Eldorado do Sul
13h                Tio Prenda - Florianópolis/SC               
Link:             www.tioprenda.net
13h30            Costeira Nativa - Santa Rosa                 
Link:             www.radiocosteiranativa.com 
14h                Bagual - Blumenau/SC                           
Link:             www.radiobagual.com
15h                Guapo On Line – Viamão                       
Link:             www.radioguapo.biz
17h                Nossa Web Radio – Santo Augusto         
Link:             www.nossawebradiosantoaugusto.com
18h:               São Valentim FM 105,9 - São Valentim
Link:             www.radiosaovalentim.com.br
19h                Independência – Bagé/RS                          
Link:             www.webradioindependencia.com.br
19h                São José FM 92.3 – Amaral Ferrador                         
Link:             www.radiosaojosefm.com.br
19h                WWG - Jaraguá do Sul/SC                         
Link:             www.radiowwg.com
20h                Cidade Web - Tangará da Serra/MT       
Link:             www.cidadetangarafm.webradios.net
22h                Nova Onda FM 97.5 – Bagé
Link:             www.novaondafm.yolasite.com
         
DOMINGO
Horário         Emissora                                                   
06h30            Cidade FM 100.7 - Palmares do Sul       
Link:             www.ouvircidadefm.com
07h                 Antena RG - Cassino/Rio Grande       
Link:              www.antenarg.com.br
07h                 Cidade FM 105.1 - Chapecó/SC            
Link:              www.cidade105.com.br 
07h                 De Pátria Querência - Parobé          
Link:              www.radiodepatriaequerencia.com.br
07h30             Rio Grande Digital - Sapiranga            
Link:              www.radioriograndedigital.com
08h                 Dumassa FM 98.5 - São Borja               
Link:              www.dumassa.com.br
10h                 Chimarrão - Caxias do Sul                   
Link:              www.radiochimarrao.com.br
10h                 Cidade FM 98.3 - Cruz Alta               
Link:              www.radiocidadefmcruzalta.com.br
10h30             Boqueirão - Santiago                             
Link:              www.radioboqueirao.com.br
11h                 Cidade Web - Caraá     
Link:              www.radiocidadecaraars.com
11h                 Glória FM 98.3 - Boa Vista do Cadeado     
Link:              www.radiogloriafm.com.br
11h                 Nossa Web Radio - Santo Augusto     
Link:              www.nossawebradiosantoaugusto.com
12h                 Itapuã FM 87.9 – Viamão                            
Link:              www.radioitapuaviamao.com
13h                 Americanto - São Leopoldo                   
Link:              www.americanto.com.br
13h                 Tio Prenda - Florianópolis/SC              
Link:              www.tioprenda.net
14h                 Cidade Web - Tangará da Serra/MT       
Link:              www.cidadetangarafm.webradios.net
14h                 Voz da Querência - Canoas                   
Link:              www.vozdaquerencia.com.br
14h15             Ampére AM 1460 - Ampére/PR           
Link:              www.radioampere.com.br
17h                 Chamamecero - Osório                  
Link:              www.chamamecero.aovivoradio.com
18h                 Alma de Campo - Dom Pedrito            
Link:             www.almadecamporadio.com.br
19h                 Líder Web - São Nicolau                        
Link:              www.radioliderweb.com 
20h                 Araucária FM 104.9 - São José Ouro       
Link:              www.araucaria.radio.br
20h                 Campereada do Sul - Rodeio Bonito    
Link:              www.radiocampereadadosul.com 
20h                 Clic Radio – Porto Alegre                    
Link:              www.clicradioportoalegre.com.br
20h                 Portal da Tradição - Passo Fundo        
Link:              www.portaldatradicaopf.com   
22h                 Vozes do Sul - Canoas                        
Link:              www.radiowebfmvozesdosul.com.br
 
SEGUNDA-FEIRA:
Horário         Emissora                                                        
15h                Pampeana - Chapecó/SC                              
Link:             www.radiopampeana.com.br
19h                WWG - Jaraguá do Sul/SC                          
Link:             www.radiowwg.com
20h                Campos Neutrais - Santa Vitória Palmar         
Link:             www.radiocamposneutrais.com
20h15            Terra Gaúcha - Santa Cruz do Sul        
Link:             www.radioterragaucha.com.br
20h30            Maria Rosa FM 104.9 - Curitibanos/SC      
Link:             www.mariarosa.fm.br
 
TERÇA-FEIRA:
Horário        Emissora                                                       
08h                Itapuã FM 87.9 – Viamão                            
Link:             www.radioitapuaviamao.com
19h                WWG - Jaraguá do Sul/SC                         
Link:             www.radiowwg.com
 
QUARTA-FEIRA:
Horário         Emissora                                                     
19h                 WWG - Jaraguá do Sul/SC                         
Link:              www.radiowwg.com
20h                 Campos Neutrais - S. Vitória Palmar       
Link:              www.radiocamposneutrais.com
20h                 Voz da Querência - Canoas                        
Link:              www.vozdaquerencia.com.br

QUINTA-FEIRA
Horário          Emissora                                                     
12h                 Itapuã FM 87.9 – Viamão                         
Link:              www.radioitapuaviamao.com
13h30             Costeira Nativa - Santa Rosa                   
Link:              www.radiocosteiranativa.com 
14h                 Clarim Farrapo - Caxias do Sul              
Link:              www.clarimfarrapo.com.br
19h                 WWG - Jaraguá do Sul/SC                      
Link:              www.radiowwg.com
20h                 Campos Neutrais - Santa Vitória Palmar     
Link:              www.radiocamposneutrais.com
20h                 Park FM 87.9 - Eldorado do Sul
22h                 Agrotour FM - Porto Alegre                      
Link:              www.tvwebagrotour.com.br
22h                 Campo Afora – Sto. Antônio da Patrulha           
Link:              www.odilonramospoeta.com 
 

O programa Ronda dos Festivais conta com parceria fundamental dos seguintes apoiadores culturais: 



LIVROS QUE EU LI E RECOMENDO

Um dos costumes que adquiri, ao longo dos meus 60 anos de vida, foi o hábito da leitura.  Desde muito jovem eu sempre gostei de ler, principalmente gibis, revistas e jornais. Pelos livros, eu só comecei a me interessar valendo, depois de tasludo, estimulado pelo meu pai e pelo surgimento do Círculo do Livro, uma espécie de "loja postal" que comercializava livros a preços abaixo do mercado e ainda dava brindes aos seus "associados". 
Comecei lendo os romances policiais da escritora inglesa Agatha Christie. Quando percebi, já tinha devorado todos os seus livros e virado fã do detetive Hercule Poirot.  Com o passar do tempo, tornei-me  um  apreciador da literatura regional, condição conquistada, provavelmente, pela minha ligação com a cultura gaúcha. Virei um comprador de livros, até me tornar um profissional da comunicação, quando passei a receber exemplares de divulgação de algumas editoras e, principalmente, de uma legião de poetas e escritores que gentilmente passaram a me presentear com suas publicações.  
Graças ao Patrão Celestial, eu continuo sendo merecedor da atenção desses autores que, seguidamente, me privilegiaram com exemplares de seus livros.  
Fico faceiro uma barbaridade e faço questão de registrar e agradecer a gentileza desses amigos, bem como de opinar sobre as obras que recebi, cujas aquisição e leitura eu recomendo.

O mestre Don Cássio Selaimen, um dos maiores cuteleiros do Rio 
Grande do Sul, presenteou-me com o livro CUTELARIA DE AÇO, FOGO E ARTE,  no qual ele mostra as Facas Don Cássio, verdadeiras “jóias de aço” que ele fabrica artesanalmente.  Em  300 páginas, embelezadas com fotos, depoimentos, poemas, letras de canções e até receitas da culinária gauchesca, Don Cássio, prezado amigo e incentivador do meu trabalho, descreve sua trajetória profissional e fala do prazer que sente ao manusear sua forja. 
Além de esteticamente bonito, CUTELARIA DE AÇO, FOGO E ARTE é um livro de grande valor literário.   


Outro livro que chegou aqui no rancho, tem o título de A SAGA DOS AÇORIANOS E OUTRAS POESIAS, de autoria do poeta uruguaianense José Cezar Matesich Pinto, meu dileto amigo, atualmente radicado na cidade de Alvorada.  
A obra traz uma seleção de poemas e sonetos que abordam temáticas regionais e universais, bem como destaca a influência açoriana na poesia e gaúcha e brasileira.  
Com 316 páginas, A SAGA DOS AÇORIANOS E OUTRAS POESIAS se configura como um livro imprescindível para os apreciadores da literatura poética do Brasil.

Por último e não menos importante, é o livro TRASLADO DE DAVID CANABARRO, de autoria do poeta, radialista e escritor Edilson Villagran Martins, amigo e baita parceiro, desde os tempos da saudosa Rádio Rural.  
Através de fotos, documentos e histórias oficiais e não contadas, Villagran descreve, em 160 páginas, a saga que protagonizou para conseguir remover e conduzir os restos mortais do grande líder Farroupilha, General David Canabarro, de Porto Alegre para Santana do Livramento, cidade que Canabarro elegeu como querência.   
TRASLADO DE DAVID CANABARRO é um baita livro, cuja narrativa merece ser contemplada pelo público rio-grandense.   

Aí estão, três indicações literárias para àqueles que como eu, gostam de uma boa leitura.

A esses meus amigos escritores, dierciono o meu sincero muito obrigado, pela atenção e pela gentileza de me regalar com essas publicações “de fundamento”.