sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

“COMUNGANDO”: DISCO DE FUNDAMENTO

Recebi ontem, alguns exemplares do CD “Comungando”, baita disco que traz letras do poeta Giba Trindade, musicadas e interpretadas pelo cantor Volmir Coelho.
O álbum é composto por 12 obras, cujas letras e melodias, impregnadas da simplicidade campeira, confraternizam simultaneamente com a modernidade que nos é imposta pelos grandes centros. Com a permissão dos protagonistas, gostaria de destacar as músicas “Cheiro de Campo” (1), “Florescer” (2) que tem a fantástica participação da cantora Alana Moraes, “Ruminando” (3), a faixa título “Comungando”(6) e “Santa Pampa” (9), que conta com participação do flautista Paulo Garfunkel.  Outro artista que empresta seu talento ao CD é o exímio violonista Gabriel Selvage, que atua em 10 das 12 faixas.
Sobre a interpretação de Volmir Coelho, não canso de enfatizar o quanto admiro sua forma especial de cantar, que sempre transmite autenticidade, emoção e credibilidade. Em “Comungando” não é diferente.
Este é um disco daqueles que nos convida a cevar um chimarrão e escutar da primeira à última música, num ritual que nos fará sorver sentimentos e alimentar a alma.
“Comungando” é um disco “de fundamento” !!


O primeiro espetáculo de lançamento do disco, acontecerá no Alegrete, dia 16 de dezembro, na “Me Gusta Parilla”.
Depois, o CD estará á disposição do público nas seguintes ocasiões:
17/12: Show em Santana do Livramento
20/01:  Show em Vacaria
21/01: Show em Passo Fundo

Os shows seguem o mesmo conceito do CD, com repertório num tom mais intimista, onde a proximidade do artista com o público é o grande diferencial.
 

De 22 a 31 de janeiro de 2017,  Giba Trindade e Volmir Coelho estarão em Porto Alegre, a disposição das emissoras de rádio e TV, da capital e região metropolitana, para entrevistas e participações. 
Convites para shows de lançamento em bares, também são bem vindos.
Interessados, façam contato comigo, aqui mesmo pelo blog, pelo email jairoreis2@gmail.com ou ainda pelo Facebook Jairo Reis Festivais.

Já estão agendados os seguinte compromissos:
23/01:  Porto Alegre - Programa Alma de Campo - Rádio Sul Net – 10h
23/01: Porto Alegre - Programa Chasque do Sul – Rádio Tertúlia – 15h
24/01: Caxias do Sul – Programa Batendo Estribo – Rádio Clarim Farrapo – 16h
25/01: Porto Alegre – Gravação Rádio Bandeirantes - 20h


Domingo, 28 de janeiro, Giba Trindade e Volmir Coelho estarão chimarreando comigo no programa Do Litoral à Fronteira, das 6h as 8h da manhã, na Rádio Bandeirantes.

quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

TRÊS ANOS DE BAND

Léo Ribeiro, Nair Terezinha e Tomáz Schuch, comigo na 1ª edição.
O dia de hoje registra mais um dos tantos momentos inesquecíveis da minha trajetória no Rádio.
No dia 1º de dezembro de 2013, eu iniciava uma nova jornada, desta feita na Rádio Bandeirantes AM 640/FM 94,9, emissora na qual passei a comandar o programa Do Litoral a Fronteira, aos domingos, das 6h ás 8h da manhã.

Estavam comigo naquele 03 de dezembro de 2013, os meus irmãos Léo Ribeiro de Souza e Tomaz Augusto Schuch, além da cantora e amiga Nair Terezinha, aos quais agradeço por me amadrinharem desde a “abertura do brete”.   Ao longo destes três anos, tive o privilégio de vivenciar momentos de alegria, de emoção, de aprendizado e, principalmente, de companheirismo e amizade. A cada um dos amigos e amigas que deram “Oh de Casa” em nosso galpão”, que chimarrearam conosco ou que dedicaram alguns minutos do seu tempo para ouvirem o programa, deixo o meu mais sincero muito obrigado.

Agradeço de maneira especial à direção e aos colegas da emissora, pela parceria e por terem acreditado na nossa capacidade de trabalho.
Impossível não lembrar e principalmente, agradecer as empresas, entidades, eventos e amigos que valorizaram nosso trabalho, direcionando alguma forma de patrocínio.  Obrigado mesmo!!!
Ao amigo/irmão Léo Ribeiro, dirijo um especial “quebra-costelas” por ter prosseguido comigo nesta honrosa missão de divulgar a arte, a história e a cultura do Rio Grande.  Hoje o programa não é só meu, é nosso, Léo véio.
Não posso deixar de agradecer e de salientar a compreensão e o apoio fundamental da minha prenda Estelinha, dos meus filhos Gregório, Germano Guilherme e Laiana, do meu genro Renan, das minhas noras Dhani, Telma e Fran, e de todos os meus familiares.  Tamo garrado!!


Ao Patrão Velho lá de riba, dou “gracias” por me conceder saúde em quantia, parcos conhecimentos e um pouquito de talento para desempenhar este oficio que me traz tanta satisfação.

Se Ele quiser, iremos comemorar muitos aniversários ainda, de vida e de programa.

terça-feira, 29 de novembro de 2016

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 29 DE NOVEMBRO

29/11/1806: Nasce  no município de Rio Pardo, Manuel José de Araujo Porto Alegre, primeiro e único Barão de Santo Ângelo.   
Jornalista e escritor, notabilizou-se por divulgar o gênero literário romântico.  Era também professor, diplomata, pintor, caricaturista, arquiteto, historiador de arte, político e professor.    
Em 1840, elegeu-se vereador do Rio de Janeiro. No mesmo ano, foi responsável pelos trabalhos de decoração da cerimônia de coroação do imperador D. Pedro II e do seu casamento com D. Teresa Cristina.
Em 1857 iniciou sua carreira diplomática, assumindo como embaixador do Brasil na Prússia, depois Berlim, Dresden (Alemanha) e por fim em Lisboa, onde permaneceu até sua morte em 30 de dezembro de 1879.   
Por declarar-se seguidor da doutrina espírita, ganhou a alcunha de “O Espírita da Corte”.

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

21º RODEIO INTERNACIONAL DO MERCOSUL


PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA

A arte, a cultura e as tradições gaúchas estarão mais uma vez em evidência no 21º Rodeio Internacional do Mercosul.
A programação artística acontecerá nos dias 26 e 27 de novembro, no Parque Municipal Ireno Michel, situado no Km 17 da Rodovia ERS-118, município de Gravataí.

São esperadas as principais invernadas de danças  do estado, bem como os mais talentosos competidores individuais, nos concursos das modalidades de  Danças Tradicionais, Chula, Declamação, Gaitas e Trova.
Além das provas artísticas, o público poderá apreciar também as apresentações especiais das invernadas de danças Juvenil e Adulta do CTG Aldeia dos Anjos, entidade promotora do evento.
O acesso ao parque se dará mediante aquisição de ingressos ao custo individual de R$ 5,00.

É muito importante salientar o 21º Rodeio Internacional do Mercosul conta com o patrocínio do Banrisul - O grande banco do sul - Governo do Estado do Rio Grande do Sul - Todos pelo Rio Grande,   através da Lei Federal de Incentivo à Cultura - Ministério da Cultura - Governo Federal - Ordem e Progresso.
A realização é de CTG Aldeia dos Anjos, Fundarc, Prefeitura de Gravataí e MJ Produtora de Eventos.

Mais informações podem ser obtidas acessando a página do CTG Aldeia dos Anjos na internet: www.ctgaldeiadosanjos.com.br


Divulgação: 
Jairo Reis
jairoreis2@gmail.com

(51) 995.634.303

domingo, 20 de novembro de 2016

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 20 DE NOVEMBRO

20/11/1695:  Morre Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares, comunidade livre formada por escravos fugitivos das fazendas no Brasil Colonial.    
Embora tenha nascido livre, Zumbi foi capturado aos sete anos de idade e entregue a um padre católico, do qual recebeu o batismo e foi nomeado Francisco.  Aprendeu a língua portuguesa e a religião católica, chegando a ajudar o padre nas celebrações de missas. Porém, aos 15 anos, voltou a viver no Quilombo, pelo qual lutou até a morte, em 1695.  Tornou-se um ícone da resistência negra à escravidão e é considerado um dos grandes líderes da história brasileira. 
Em sua homenagem, o dia de sua morte, 20 de novembro, é lembrado em todo o território nacional como o Dia da Consciência Negra.
Zumbi dos Palmares nasceu no ano de 1655, no estado de Alagoas.
Localizado na região da Serra da Barriga, Quilombo atualmente integra o município alagoano de União dos Palmares.

Embora seja uma efeméride "não rio-grandense", merece ser citada por seu grande significado histórico e social. 

sábado, 19 de novembro de 2016

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 19 DE NOVEMBRO

19/11/1863: Nascia em Caçapava do Sul, o advogado e político anti monarquista gaúcho Antônio Augusto Borges de Medeiros      
Filiou-se ao Partido Republicano e se estabeleceu em Cachoeira do Sul, onde, ao lado de Júlio de Castilhos, desenvolveu intensa campanha republicana. 
Foi eleito deputado constituinte (1891). Em 1903, após a morte de Júlio de Castilhos, chamado O Patriarca, assumiu a liderança do Partido Republicano Rio-grandense (PRR).  
Foi presidente do estado do Rio Grande do Sul (indicado por Júlio de Castilhos), e procurou dar continuidade ao projeto político do castilhismo, do qual foi um dos maiores representantes e fiel executor do positivismo.
Durante quatro mandatos como presidente/governador organizou o Superior Tribunal de Justiça do estado, de quem foi um dos primeiros desembargadores. Criou também a Faculdade de Direito de Porto Alegre.  
Durante seu quarto e último período de governo, iniciou-se um conflito armado com a Aliança Libertadora, grupo de oposição chefiado por Assis Brasil, que terminou com a assinatura do acordo de Pedras Altas, em 1923, que proibia a reeleição do presidente do estado.     
Em 1934, foi novamente eleito deputado à Assembleia Constituinte.    
Figura de grande carisma e popularidade, Borges de Medeiros serviu de inspiração para a obra “Antônio Chimango”, escrita por seu primo e adversário político, Ramiro Barcelos, sob o pseudônimo de Amaro Juvenal.
Antônio Augusto Borges de Medeiros morreu em 25/04/1961, em Porto Alegre

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

VEM AÍ, "COMUNGANDO"

Faz tempo que acompanho a trajetória artística do cantor e compositor santanense Volmir Coelho, principalmente através dos festivais nativistas, nos quais ele sempre tem participações marcantes, independente de ser ou não premiado.  Neste período, quase vintenário, me tornei um admirador do seu trabalho, que a princípio pode parecer simples, mas na verdade é repleto de nuanças que emolduram um conteúdo poético musical  bem qualificado.
Qualidade esta que se repete no seu mais recente projeto, que já está dando "oh de casa" nos ranchos das gauchada. Trata-se do CD "Comungando", fruto da sua parceria já vitoriosa, com o poeta alegretense, atualmente radicado em São Paulo,  Giba Trindade, a quem ainda não tive a oportunidade de conhecer pessoalmente, mas cujo dom criativo já aprendi a valorizar.
O disco será lançado oficialmente no dia 16 de dezembro, na "Me Gusta Parilla", em Alegrete.
Confere a seguir o material que o Giba me enviou.


VOLMIR COELHO E GIBA TRINDADE LANÇAM O CD COMUNGANDO 
NA “ME GUSTA PARRILLA”, DIA 16/12.


Será na sexta-feira, dia 16/12, o lançamento em Alegrete, do CD que foi gravado em São Paulo e é um projeto totalmente independente dos seus autores. 
Segundo eles, a ideia de "Comungando" nasceu da vontade de levar as coisas simples da rica cultura regional pampeana, para cantar e trocar experiências além das suas fronteiras geográficas. 
O projeto cresceu com a chegada do violonista Gabriel Selvage, da cantora Alana Moraes e do compositor Paulo Garfunkel, que abriram espaço em suas atribuladas agendas para, além de valorizar o trabalho, alcançar carinho, talento e o amor a arte, para comungar com eles.
O resultado foi um CD orgânico, gravado ao vivo, valorizando a letra, a voz e o violão, mas principalmente os sentimentos que todos colocaram em cada nota e palavra impressas nele, e que agora chega as mãos dos que valorizam a arte da música regional.
O show segue o conceito do CD, pois seu repertório, foi escolhido especialmente para ser apresentado num tom mais intimista, onde a proximidade do artista com o público é o seu grande diferencial.
Além das músicas que serão apresentadas ao vivo, o CD em Digipack estará sendo vendido junto ao caixa da "Me Gusta Parrilla".

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 17 DE NOVEMBRO...

17/11/1948:  Nasce em Tapes, o cantor e compositor José Cláudio Machado.    
Dono de uma voz afinada e imponente, consagrou-se por interpretar músicas identificadas com o campeirismo gaúcho.     Participante ativo dos festivais nativistas, venceu inúmeras edições do principais eventos, interpretando obras que se transformaram em clássicos da música regional gaúcha, tais como Campesino, Potro Sem Dono, Pelos, Uma Tarde no Corredor (Entrando no Bororé), De Como Cantar um Flete, Milonga Abaixo de Mau Tempo, Lástima e Pedro Guará, com a qual foi vencedor da 2ª Califórnia de Uruguaiana, em 1972, quando ele ainda participava o grupo Os Tapes. 
No final da década de 70, passa a integrar o grupo Os Teatinos, ao lado de outros nomes consagrados como Glênio Fagundes e Marco Aurélio Campos.   
Fez parcerias com Jayme Caetano Braun e integrou o conjunto Os Serranos, na década de 80, quando participou do disco Isto é... Os Serranos.    
Quase ao final da carreira, gravou diversos discos interpretando obras do compositor Mauro Moraes, com quem tinha relação muito próxima.    
José Cláudio Machado faleceu com 63 anos de idade, no dia 12/12/2011, na cidade de Guaíba.

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 16 DE NOVEMBRO

16/11/1740: Nasce, na vila de Rio Grande, o militar gaúcho Rafael Pinto Bandeira.   
Era integrante do corpo de Dragões do Rio Pardo. Cavalgou e percorreu todo o território gaúcho, participando de várias batalhas em defesa das possessões portuguesas na capitania do Rio Grande de São Pedro.  Em 1784, assume a governança militar da capitania.    Depois de andar pela corte, em Lisboa, retornou ao Rio Grande para reassumir a governança militar, no ano de 1791. 
É considerado o Primeiro Caudilho Rio-grandense.

Rafael Pinto Bandeira morreu, muito obeso, aos 54 anos de idade, em 09/04/1795, em decorrência de uma queda do cavalo.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 15 DE NOVEMBRO


Na "Casa das 7 Mulheres" Corte Real foi interpretado pelo ator Murilo Rosa
15/11/1805:   Nascia em Rio Pardo, o coronel farroupilha Afonso José de Almeida Corte Real, um dos combatentes mais ativos da Revolução Farroupilha. Era excelente soldado portando qualquer arma que fosse.  Participou da Batalha do Seival e foi feito prisioneiro na Batalha do Fanfa. Levado a prisão do forte de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, fugiu um ano depois junto com o coronel Onofre Pires.
De volta a República Rio-grandense, participou de várias refregas e acabou morrendo, no dia 11/06/1840,  em consequência de um ferimento imposto por uma emboscada Imperial, na Fazenda Barba Negra, localizada ás margens da Lagoa dos Patos, entre Guaíba e Barra do Ribeiro, em terras atualmente pertencentes a empresa Celulose Rio-grandense. Uma versão diz que, ao reagir, levou um tiro na testa. Outra versão menciona que Corte Real confundiu uma força Imperial com uma tropa amiga e ao se aproximar, levou um tiro no flanco, que lhe atravessou os pulmões causando-lhe morte instantânea. Ele tinha 34 anos de idade.
O restos mortais do coronel Afonso Corte Real estão sepultados na Catedral da cidade de Viamão.

"Anita" guarda o sobrado que foi sede da República Juliana, em Laguna
15/11/1839:  Vitória das tropas imperialistas, formada por 12 mil soldados, decreta o fim da República Juliana, criada quatro meses antes, em Laguna/SC,  pelas forças Farroupilhas comandadas por David Canabarro e Giuseppe Garibaldi.
A República Juliana, seria um prolongamento da República Rio-Grandense.