domingo, 29 de julho de 2012

FENACAN 2012


De 09 a 19 de agosto os olhos do povo do Rio Grande se voltam para Santo Antônio da Patrulha, minha terra natal.   Neste período acontece por lá a FENACAN 2012, festa cultural, turística e gastronômica com uma vasta programação para atender a todos os públicos.  Tem shows nacionais, regionais e locais, encontro da melhor idade, Fórum Turístico, e uma farta oferta de produtos da gastronomia patrulhense, tais como sonho, rapadura, cachaça e arroz.
Paralelamente a Fenacan acontece, de 17 a 19 de agosto, a 26ª Moenda da Canção, um dos mais representativos festivais de música do estado, sobre o qual falaremos melhor numa outra postagem.
Santo Antônio da Patrulha ta preparada pra receber o Rio Grande. Prestigiem.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

JOCA MARTINS NA CAPITAL

Compromisso imperdível nesta quarta-feira, 25, para o público da capital, é assistir a apresentação de um dos mais brilhantes intérpretes do nativismo gaúcho. Me refiro ao cantor Joca Martins que lança o DVD comemorativo aos 25 anos de sua exitosa carreira com um baita espetáculo no Teatro de Câmara Tulio Piva, em Porto Alegre. O show inicia as 19h e contará com participações especialíssimas de Juliana Spanevello, Cesar Oliveira e Rogério Melo, Rodrigo D'Mart, Fabrício Harden e Xiru Antunes.
A entrada é franca e é aconselhável chegar lá pelas 18h, pegar senha e garantir o seu lugar.

sexta-feira, 20 de julho de 2012

DIA DO AMIGO


Nestas datas comemorativas, me agrada refletir sobre o significado delas. Faço isto no Natal, no Ano Novo, na Páscoa, no Dia dos Pais e no Dia das Mães. Nestas duas ultimas então, me desidrato chorando e pensando na falta que eles me fazem.
Hoje é Dia do Amigo.  
Mas o que é realmente ser amigo? 
O que nos credencia como amigos uns dos outros?  
Mas falo em amigo mesmo, não apenas conhecidos ou colegas em alguma atividade profissional ou social.  Amigo daqueles que ta conosco nos melhores e principalmente nos piores momentos.  
Olha, chê, dá pra contar nos dedos e talvez sobrem dedos....
Pra me ajudar nesta reflexão, me fui a internet e recolhi alguns conceitos sobre “amigo”, os quais publico a seguir.
Mas antes, deixo aqui um baita abraço a todos que me consideram AMIGO e um agradecimento pela consideração, amizade e parceria.
O que é Amigo:
Amigo é o nome que se dá a um indivíduo que mantém um relacionamento de afeto, consideração e respeito por outra pessoa. O amigo é aquele que possui uma grande afeição por uma ou mais pessoas, que é leal, que protege e faz o possível para ajudar sempre.
Para denominar uma pessoa de amigo, não necessariamente os indivíduos precisam se conhecer há muito tempo, muitas amizades começam repentinamente e ganham importância por diversos motivos. Amigo é aquela pessoa que se confia acima de qualquer coisa, que está sempre disposto a ajudar, seja em situações boas ou ruins.
Para chamar alguém de amigo, não necessariamente precisa ser apenas amigo. Existem muitos familiares, como primos, tios, namorados e até mesmo os próprios pais do indivíduo podem ser considerados um amigo, por sua postura e jeito de agir, por ser alguém sempre disposto a conversar e ajudar.
Em alguns momentos, o amigo não precisa ter necessariamente os mesmos gostos e vontades, e em certos casos é esse exatamente o fato que os une. O amigo não precisa ser alguém completamente idêntico. É aquele que tem o poder de acrescentar ao outro, com suas ideias, momentos de vida, informações, e etc., ou apenas alguém para dividir momentos e sentimentos.
Melhor Amigo
Algumas pessoas intitulam seu amigo de “melhor amigo”, e muitas vezes esses se conhecem mais que algum membro da própria família. O melhor amigo consegue ser alguém melhor ainda que um amigo, o nível de lealdade, amizade, atenção, carinho e afeto é muito maior, e estes costumam estar sempre juntos, sendo confidentes e cúmplices.
A nomenclatura de melhor amigo é mais utilizada por mulheres, mas ambos os sexos tem seus próprios melhores amigos, que são aqueles que o indivíduo leva para toda vida, e está presente em todos os momentos.
Dia do Amigo
O amigo é tão importante na vida das pessoas, que criaram um dia próprio para ele. O dia do amigo é comemorado em 20 de julho. A data foi criada por um argentino, a partir da chegada do homem à lua, em 20 de julho de 1969. O argentino resolveu enviar cartas para diversos países para instituir o Dia do Amigo, pois acreditava que a chegada à lua era um significado de que os homens deveriam se unir.

ANALISE CANTA EM SANTA CRUZ DO SUL

Minha amiga Analise Severo, uma das mais brilhantes intérpretes do nativismo gaúcho,  dona de uma voz bonita, marcante e extremamente afinada, estará  se apresentando nesta sexta-feira, 20 de julho, a partir das 20h30min, no Quiosque da Praça em Santa Cruz do Sul, durante a Confraria Nativista, tradicional evento que ocorre mensalmente naquela cidade.
Analise apresentará temas do seu quinto e mais recente CD "Caminhos Libertos", além de clássicos do nativismo gaúcho e outras composições que a consagraram como cantora rio-grandense. Sua trajetória começou no Fegart (atualmente Enart, cujas finais acontecem anualmente em Santa Cruz do Sul), onde sagrou-se melhor intérprete feminina do RS em 1994. De lá para cá, só colheu êxitos em sua trajetória artística, participando com destaque em quase todos os festivais de música do estado, seja como intérprete ou como apresentadora, função para a qual também é muito requisitada.
Bacharel em Direito e radialista, Analise Severo é casada com o cantor nativista Jean Kirchoff. Ela também faz parte de um dos mais bem sucedidos trabalhos da música gaúcha com vozes femininas, recentemente, o projeto “Mulheres Pampeanas”, grupo liderado pelo produtor musical Nelcy Vargas, no qual realizou diversos shows e gravou um CD ao lado de Mariane Acordi, Juliana Spanevello e Talyta Vargas.
Não poderei comparecer, mas a distância estarei aplaudindo e vibrando com o sucesso da minha amiga e baita cantora Analise Severo.

quarta-feira, 18 de julho de 2012

TVE EXIBE DOCUMENTÁRIO SOBRE O FESTIVAL DA BARRANCA

Imagem inline 1
Emissora foi a primeira a registrar imagens do evento considerado um microcosmo do fazer e pensar a arte 


A harmonia entre o homem, a música e a natureza, às margens do Rio Uruguai, é tema do documentário Barranca – nas fronteiras da arte e da vida estreia na TVE no dia 21 de julho, às 22h30. Pela primeira vez, uma emissora de televisão cruza a porteira do Festival da Barranca, que acontece há 41 anos, em São Borja, e traz a público os bastidores do evento que até hoje representa o universo regional gaúcho.
O documentário, dirigido por Rodrigo d'Mart, retrata a singularidade de um encontro que tem como alicerces a amizade e a paixão pela música. Durante três dias, sempre no feriado da Páscoa, os mais de 300 homens convidados se isolam do mundo exterior e, além de compor canções, celebram as raízes gaúchas e suas conexões com a natureza. O filme foi gravado durante a comemoração dos 40 anos do evento em 2011 e resgata também imagens de arquivo. Um dos destaques do vídeo é a declaração histórica do poeta, historiador e escritor Aparício Silva Rillo (1931-1995), um dos fundadores do grupo Os Angüeras, considerado uma das instituições mais importantes da cultura regional no Rio Grande do Sul.
Além disso, o documentário conta com a participação de Nico Fagundes, Luiz Carlos Dornelles, Luiz Carlos Borges, Miguel Bicca, Érlon Péricles, Pirisca Grecco, Elton Saldanha, entre outros.
O documentário Barranca – nas fronteiras da arte e da vida estreia na programação da TVE no sábado, 21 de julho, às 22h30 e será reprisado em 28 de julho, às 11h.
Anahy Metz
Assessora de Comunicação Social
Diretoria de Marketing Cultural
Fundação Cultural Piratini - Rádio e Televisão
DRT 15370 

domingo, 15 de julho de 2012

BEIRA D'ESTRADA LANÇA CD

Na próxima sexta-feira, 20 de julho, o Grupo Beira D'Estrada lança seu segundo CD, intitulado "Estrada e Saudade". É no Barbatana Pub,  (que nome véio bem campeiro!!!), que fica na Rua Dr Timóteo, 214, em Porto Alegre.

HONRANDO O XUCRISMO

O 35CTG, em Porto Alegre, será o cenário para o lançamento do CD "Honrando o Xurcrismo",  baita disco que reúne a trajetória exitosa do grupo Oh de Casa com a brilhante carreira do compositor  e cantor Dionísio Costa.  O novo disco é o sétimo do Oh De Casa e o quarto de Dionísio.
O evento acontece no dia 18 de julho, quarta-feira, a partir das 22 horas e contará com participação especial de João Luiz Correa e Grupo Campeirismo.
O 35CTG fica na Avenida Ipiranga, 5300.

quarta-feira, 11 de julho de 2012

CLARY COSTA LANÇA CD "AMIGA"

A cantora Clary Costa, apresenta ao grande público seu primeiro CD solo " Amiga", em espetáculo programado para o dia 17 de julho, no Teatro Tulio Piva, em Porto Alegre.  O disco é maravilhoso e o show não deverá  ser menos espetacular e emocionante.
A entrada é franca, portanto, vamos todos prestigiar esta grande intérprete de voz afinada, metálica e incontestável.

terça-feira, 10 de julho de 2012

DANÇA DE FANDANGO NO GNG

A primeira iniciativa da minha gestão como Diretor de Tradição Gaúcha do Grêmio Náutico Gaúcho é a  implementação de um Curso de Dança de Fandango, que inicia no dia 07 de agosto. Os instrutores são o Roberto Cavalo e a Deisi, da empresa Danças e Andanças Gaúchas. Os associados do GNG pagam R$ 30,00 e os não sócios, R$ 50,00.
Inscrições pelo fone: (51) 3230.3029
Todos convidados.
   

JADER LEAL SE APRESENTA HOJE


O cantor Jader Leal, amigo dos buenos, se apresenta neste terça-feira, 10 de julho, no Alfonsina Beer Pub (por quê não botam um nome em português neste locais???), que fica ali na Rua Lima e Silva, 587, na Cidade Baixa, o bairro boêmio da capital dos gaúchos.   
Bueno, mas o que importa não é o nome da casa, devemos sim, valorizar o fato de que ela abre suas portas para a música regional gaúcha.  
Se tudo der certo, passo por lá pra conhecer o Alfonsina e prestigiar o meu amigo Jader Leal.

quarta-feira, 4 de julho de 2012

VINICIUS BRUM LANÇA CD

Vinícius Brum                                                  Foto: Emilio Pedroso
Transcrevo a seguir, matéria feita pelo jornalista Roger Lerina, publicada na capa do Segundo Caderno da ZH desta quarta-feira.

Foi no seu pensário pessoal, um sítio em Formigueiro, que Vinícius Brum começou a ruminar a ideia de transformar em música o romance Assim na Terra, do amigo e parceiro Luiz Sérgio Metz, o Jacaré (1952 – 1996).
O resultado de dois anos matutando rendeu um disco com 18 canções, que será lançado hoje, às 19h30min, em um pocket show na Livraria Cultura, na Capital.
O desafio de Vinícius tem sabor de epopeia: o livro de Jacaré editado em 1995 é um singular e inspirado misto de prosa e poesia, tão envolvente quanto inextricável, ao mesmo tempo arcaico e sofisticado. Mas, como dizia o velho Gomercindo, "cada louco e a sua Ilíada"...
A associação entre Vinícius Brum e Luiz Sérgio Metz, que em 2012 completaria 60 anos, remete ao Tambo do Bando, grupo formado em 1986 e que revolucionou o panorama da música regional gaúcha ao acrescentar à sonoridade pampiana os ecos urbanos da MPB e do rock e à temática campeira as angústias e perplexidades do homem contemporâneo – presentes nas letras escritas pelo santo-angelense Jacaré. O atual secretário adjunto da Cultura de Porto Alegre lembra que costumava ler os textos do amigo antes de sua publicação – caso da biografia do poeta Aureliano de Figueiredo Pinto. Brum também foi um primeiro leitor de Assim na Terra, novela publicada pela Artes e Ofícios e nunca reeditada:
– Jaca sempre estava rabiscando alguma coisa. Tenho até hoje coisas escritas por ele. Li a brochura de Assim na Terra. Foi quando ele trocou a máquina de escrever Lettera laranja pelo computador 386.
O livro saiu em agosto de 1995 – e Jacaré pouco tempo teve para ver a repercussão de sua obra: morreu de câncer no dia 20 de junho de 1996, aos 44 anos. O sul mítico e poético da requintada narrativa encantou desde sempre Brum – que diz ter perdido a conta de quantas vezes já leu o texto. Em 2010, em um fim de tarde durante as férias, a lembrança da passagem de Assim na Terra sobre os índios linguarás sugeriu uma canção ao compositor. Letra e música de Linguarás nasceram naturalmente – acenando a Brum que a narrativa do romance poderia virar um cancioneiro. O álbum Assim na Terra – Canções reúne 18 temas de Vinícius Brum inspirados em personagens da obra de Jacaré, como o sábio homem do campo Gomercindo, uma espécie de Blau Nunes de Simões Lopes Neto, e em imagens poéticas como a do pensário, um misterioso galpão de lembranças.
As milongas e canções do CD contam com a participação de Luiz Carlos Borges (acordeão), Texo Cabral (flauta e harmônica), Marcelo Freitas (bateria e percussão) e Tuny Brum (vocais). A direção musical é do jovem Guilherme Almeida, 24 anos, filho do cantor e compositor nativista Eraci Rocha e baixista da Pública – banda, aliás, cujo vocalista Pedro Metz é filho de Jacaré. Guilherme também tocou os violões, o baixo, as guitarras e os teclados do disco. Brum acredita que o desaparecimento de Jacaré cortou no pé um talento literário excepcional:
– Acho que ele teria cristalizado sua carreira como escritor. Ele teria dado o grande salto.
Uma verve cujo silêncio prematuro parece ter sido antecipado na dedicatória para Vinícius Brum no exemplar de Assim na Terra: "Nem há o que falar de tanto que há".