quarta-feira, 29 de junho de 2016

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 29 DE JUNHO

Além de ser o Dia de São Pedro, o Padroeiro do Rio Grande do Sul, o dia 29 de junho reserva outros acontecimentos históricos importantes,  os quais fizemos questão de registrar no espaço das "Efemérides Rio-grandenses".  Confiram:

29/06/1860: Nascia na localidade de São Martinho, interior do município de Cruz Alta, o jornalista, advogado e político gaúcho Júlio Prates de Castilhos.  O homem que disseminou o ideário positivista no Brasil.
Dirigiu o jornal A Federação, de 1884 a 1889, onde fazia propaganda dos ideais republicanos. Em 1890 elegeu-se Deputado constituinte pelo PRR – Partido Republicano Rio-grandense, tornando-se um de seus principais líderes.  Em 15 de julho 1891, Júlio de Castilhos foi eleito presidente do estado do Rio Grande do Sul, sendo deposto em novembro do mesmo ano.  No final de 1892, vence novamente a eleição e volt a ocupar o cargo de Presidente do Estado. Assume o governo em 25 de janeiro de 1893 e logo em seguida enfrenta e contém a Revolução Federalista de tendência parlamentarista, liderada por Gaspar Silveira Martins.   O chamado Castilhismo consolidou-se como corrente política e teve voz ativa por cerca de quarenta anos, principalmente no Rio Grande do Sul, mas também no restante do Brasil.   Júlio de Castilhos morreu prematuramente em 1903, vítima de câncer na garganta.       A última casa em que viveu foi adquirida pelo governo do Estado em 1905 e ainda neste ano ali instalou o Museu Júlio de Castilhos, situado na Rua Duque de Caxias, centro de Porto Alegre. O político foi também homenageado na capital gaúcha com a construção de um grande monumento na Praça da Matriz.   A localidade onde nasceu, ao emancipar-se de Cruz Alta, tornou-se município e adotou o nome de Júlio de Castilhos, em homenagem ao filho ilustre.  Seus conterrâneos deram-lhe a alcunha de Patriarca do Rio Grande do Sul.


29/06/1905: Nasce Vale Vêneto, Quarta Colônia, à época pertencente ao município de Santa Maria, o padre, jornalista, escritor e poeta Pedro Luiz Botari.  Sacerdote Palotino, foi pároco em Porto Alegre, Santa Maria, Canoas, Cruz Alta e Bagé.  Destacou-se por suas obras/monumentos em homenagem à Virgem Maria, Mãe de Deus, em Vale Vêneto, Cruz Alta, Bagé, locais que se transformaram em santuários.   Como jornalista, assinou a coluna periódica “Crônicas do Paraná”, a partir de 1962, no Correio do Povo de Porto Alegre.  Como poeta regionalista se destacou publicando em livros e na imprensa gaúcha seus poemas, contos e crônicas.  Em 1958 publicou “O Gênio do Pampa”; em 1963, “Sonetos do Pampa”;  1969, “A Virgem Crioula”; 1978, Conquistadora, a Madrinha Crioula dos Gaúchos”, entre outros. 
Muitos de seus trabalhos ainda jazem em periódicos, distantes do acesso fácil dos leitores.  
Padre Pedro Luis faleceu em Bagé, a 23 de agosto de 1983.


29/06/1906: Nasce em Imaruí/SC,  o acordeonista, compositor e cantor Pedro Raymundo. Veio pra Porto Alegre em 1929, quando passou a trabalhar como motorneiro nos bondes da Carris. Nas horas de folga, tocava acordeon e cantava nos bares do Mercado Público.  Dez anos mais tarde já apresentava um programa na Rádio Farroupilha.  
No rastro do sucesso do célebre xote de sua autoria, Adeus Mariana, lançado em 1943, Pedro Raymundo mudou-se para o Rio de Janeiro, para  trabalhar na Rádio Nacional, onde ficou conhecido como o gaúcho alegre do rádio.
Por se apresentar sempre "pilchado", com a indumentária típica do gaúcho, acabou inspirando Luiz Gonzaga a se apresentar com a roupagem característica dos vaqueiros nordestinos, de gibão, chapéu de couro e sandália. 
Pedro Raymundo morreu em 09/07/1973, no Rio de Janeiro.



29/06/1942:  Nasce na localidade de Pontão de Santa Maria, distrito do município de São Luiz Gonzaga, o cantor, compositor e violonista, Pedro Marques Ortaça, mais conhecido por Pedro Ortaça. Um dos quatro troncos missioneiros.  Em 2006 foi agraciado com o Prêmio Vitor Mateus Teixeira de Melhor Cantor do ano. É pai dos também cantores Gabriel, Alberto e Marianita Ortaça  que se apresentam com ele, atualmente, nos seus espetáculos.
Recentemente conquistou o Titulo de  Mestre da Cultura Popular Brasileira.
Ortaça tem 12 discos editados, entre LPs e CDs, e um DVD gravado em 2010, em cinco cidades missioneiras.
Discografia:
1977 - Mensagem dos Sete Povos 
1979 - Chão Colorado 
1982 - Missões, Guitarra e Herança 
1988 - Troncos Missioneiros (com Noel Guarany, Jayme Caetano Braun e Cenair Maicá)
1989 - Timbre de Galo 
1991 - Apontando o Rumo 
1992 - De Guerreiro a Payador 
1995 - Grito da Terra 
1998 - 17 Grandes Sucessos de Pedro Ortaça 
2000 - Galo Missioneiro 
2007 - Pátria Colorada
2010 - De Igual pra Igual 


29/06/1957:  Era fundada a Estância da Poesia Crioula, entidade cultural que congrega poetas do regionalismo gaúcho. A fundação da Academia Xucra do Rio Grande, como é carinhosamente conhecida, ocorreu no dia 29 de junho de 1957, dia de São Pedro, Padroeiro da Estância.  Nos dias 27, 28 e 29 de junho de 1957, foi realizado o primeiro Congresso de Poetas Crioulos do Rio Grande do Sul, que teve Vargas Netto como Presidente de Honra e o poeta Hugo Ramirez como Presidente da Comissão Organizadora.  O primeiro Rodeio de Poetas Crioulos teve a adesão de 86 poetas, sendo, estes, considerados Sócios Fundadores. Nestes 59 anos de existência a E P C tem cumprido seus princípios e continua promovendo, anualmente, seu Rodeio de Poetas, editando suas antologias, realizando concursos literários e participando ativamente dos movimentos que venham a promover nossa cultura. A primeira diretoria da Estância teve como Presidente, o poeta Hugo Ramirez. Demais poetas da diretoria: Rui Cardoso Nunes, Jayme Caetano Braun, José Barros Vasconcellos, Dimas Costa, Lauro Rodrigues, Pery de Castro, Nitheroy Ribeiro e Olynto Sanmartin. A Estância da Poesia Crioula tem uma característica marcante que é a de reverenciar seus vates já falecidos. Para isto, idealizou e construiu na entrada da Estância da Harmonia, em Porto Alegre, o Monumento aos Poetas Mortos, composto de uma cancela de varejão, que significa a passagem para as sesmarias do infinito e de uma pedra de sete toneladas chamada de A Pedra da Memória.  O atual presidente da EPC é o poeta Wilson Tubino.


terça-feira, 28 de junho de 2016

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 27 DE JUNHO

27 DE JUNHO DE 1848:  Duque de Caxias inaugura a Ponte de Pedra, em Porto Alegre.

Havia até uma espécie de porto junto a Ponte de Pedra.
Em 1820, quando o governador da capitania mandou abrir o "Caminho de Belas”, atual Avenida Praia de Belas, ainda não havia ponte no Riachinho – atual Arroio Dilúvio - para ligar as chácaras ao centro da cidade. Foi construída uma ponte de madeira sobre o Riacho, junto à sua foz no Guaíba. Essa primeira ponte de madeira sofreu repetidos danos e passou por várias reconstruções.  Em 1846, durante o período de pacificação da província rio-grandense, o então presidente da província, Conde de Caxias, decide construir uma nova ponte, de pedra, na embocadura da Rua da Figueira. A ponte cruzava um dos braços do Arroio Diluvio, que se bifurcava onde hoje está o colégio Protásio Alves, e representava a única ligação entra as chácaras do Arraial do Menino Deus e o Centro Histórico de Porto Alegre.  Foi aberta ao público em 1848, ainda em obras. Ela é composta por três arcos plenos, apoiados em duas fundações enterradas nas margens do antigo riacho e sobre dois pegões de pedra aparelhada.

sexta-feira, 24 de junho de 2016

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 24 DE JUNHO

24/06/2015:  Falecia em Uruguaiana, em decorrência de uma pancreatite, o cantor e compositor Sérgio Gomes, o "Xucro". Ele tinha  66 anos de idade.
Sérgio iniciou sua carreira artísticas em meados da década de 60, participando de programas da Rádio Charrua, como integrante da dupla Fronteira e Fronteirinha .  
No palco da Charrua ele conheceu e se aproximou de grandes nomes da música gaúcha como José Mendes, os Três Xirus, Gildo de Freitas, Teixeirinha e tantos outros.
Gravou  vários LPs e CDs.
Sérgio Gomes vinha participando de alguns festivais nativistas formando parcerias com os compositores Armando Vasques, Silvio Genro e João Quintana Vieira.


24/06/2015:  Morria, aos 80 anos, o poeta, comunicador e tradicionalista Antônio Augusto Fagundes, o "Nico" Fagundes.      Ele também foi advogado, antropólogo, professor, escritor, folclorista, ator e comunicador de rádio e TV. Nico começou a carreira jornalística em 1950, aos 16 anos, no jornal "A Gazeta de legrete", o mais antigo do Rio Grande do Sul, nas funções de cronista e repórter. No mesmo período começou a atuar na Rádio ZYE9 --- Rádio Alegrete, apresentando programas humorísticos e gauchescos.   Em 1954, mudou-se para Porto Alegre, ingressando em seguida, por intermédio do poeta Lauro Rodrigues, no "35", Centro de Tradições Gaúchas, o CTG. No mesmo ano, tornou-se redator do Jornal "A Hora", no qual atuou durante muitos anos com a página "Regionalismo e Tradição".  
Em 1955, passou a fazer parte do Instituto de Tradições e Folclore da Divisão de Cultura do Estado. Durante oito anos fez formação em folclorismo, especializando-se em Cultura Afro-gaúcha.
Tornou-se professor de danças folclóricas e literatura gauchesca no Instituto de Tradições e Folclore. Viajou para a Europa como sapateador do Grupo Gaudérios, morando em Paris por quatro meses. Iniciou pesquisas de indumentária gaúcha, tornando-se a maior autoridade sobre o assunto no Rio Grande do Sul.
Foi contratado pela TV Piratini para atuar como ator. Foi um dos fundadores do Conjunto de Folclore Internacional, batizado de "Os Gaúchos", e do qual foi diretor durante 15 anos. Fundou, no Instituto de Tradições e Folclore, a Escola Gaúcha de Folclore, de nível superior, que funcionou durante seis anos. Atuou como titular nas cadeiras de danças folclóricas e indumentária gaúcha. Foi diretor da escola durante seis anos.
No início da década de 1960, conquistou o primeiro lugar em concurso literário promovido pelo Instituto Estadual do Livro, com a obra "Destino de Tal". Pouco depois passou a trabalhar na TV Tupi. Viajou para Espanha e França, com o conjunto de folclore internacional "Os Gaúchos". Escreveu o roteiro do filme "Para Pedro". Atuou como ator, assistente de direção e consultor de costumes do filme "Ana Terra".  Escreveu o roteiro, dirigiu e trabalhou como ator no filme "Negrinho do Pastoreio", com Grande Otelo.  Atuou ainda como ator no filme "O Grande Rodeio", o qual também produziu e dirigiu. Em 1976, ingressou na Fundação Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore. 
Em 1982, passou a apresentar o programa "Galpão Crioulo", na RBS TV.
Em 1984, passou a apresentar o programa Galpão do Nativismo na Rádio Gaúcha. No mesmo ano voltou a atuar no jornalismo, escrevendo no Zero Hora. Em 1998, comandou em Paris, a apresentação do Grupo "Os Gaúchos". No mesmo ano escreveu a peça teatral "A Proclamação da República Rio-grandense".
Ao longo de sua carreira recebeu diversos prêmios, entre os quais, Prêmio Copa Festivales de España, Medalha de Bronze da Televisão Mundial pelo programa "Galpão Crioulo" e o Troféu Guri da Rádio Gaúcha.   Recebeu inúmeros prêmios em poesia, canções gauchescas, declamações, danças folclóricas e teses.   É autor de mais de 100 músicas, entre as quais, "Canto Alegretense".
Em 2012, foi aclamado em livro, pelo escritor Renato Mendonça, como um dos pilares da tradição gaúcha. 

quinta-feira, 23 de junho de 2016

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 23 DE JUNHO

23.06.1965:  Nascia em Esmeralda, o cantor e compositor nativista João Darlan Bettanin, conhecido no cenário da cultura gaúcha como Xiruzinho.  
Seu jeito de cantar lembrava o estilo de seu ídolo Noel Guarany. Tinha 5 discos gravados e um livro publicado.     
Xiruzinho morreu em 20/04/2014, vítima de acidente de trânsito em São Francisco de Paula.



23.06.1995:  Morre em São Borja, aos 63 anos de idade, o poeta e compositor Aparício Silva Rillo, um dos nomes mais reluzentes da cultura rio-grandense. 
Em 1959, escreveu seu primeiro livro de poesias: “Cantigas do Tempo Velho” – versos crioulos.  A partir desse, vieram mais de 40 obras, entre elas poesias, prosa, peças de teatro, novelas, teses, monografias, antologias, além de folclore e história.   
Foi membro da Academia Rio-grandense de Letras e da Academia da Estância da Poesia Crioula.    
Em 1962, fundou o Grupo Amador de Arte “Os Angüeras”.   
Foi um dos maiores letristas da história da música do Rio Grande do Sul,  participando de forma decisiva, para a criação e preservação de inúmeros festivais nativistas.   
Em 1971, escreveu “Andarengo”, musicada por José Bicca, primeira música a subir ao palco da 1ª Califórnia da Canção Nativa de Uruguaiana.  Meses mais tarde, idealizou o Festival da Barranca.   
Homem de bom coração, Rillo era amigo dos amigos.   Incentivou o aparecimento de vários poetas e compositores, como: José Hilário Retamozo, José Bicca, Miguel Bicca, Mano Lima e um de seus mais fiéis discípulos, Rodrigo Bauer.    
Em maio de 1991, escreveu “Poço de Balde”, o seu último livro de poemas.  
Aparício Silva Rillo nasceu em 08 de agosto de 1931, em Porto Alegre.



quarta-feira, 22 de junho de 2016

22 DE JUNHO - EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES

Darcy Fagundes e seu parceiro  de Grande Rodeio, Dimas Costa (1957).
22/06/1984: Morre, aos 59 anos de idade, o poeta, declamador, ator e radialista Darcy Fagundes, o "Vaqueano do Rádio", como ele se auto intitulava.   
Notabilizou-se por apresentar o programa Grande Rodeio Coringa, durante 15 anos na rádio Farroupilha, inicialmente em parceria com o então já consagrado, Paixão Cortes. Mais tarde dividiu a apresentação do programa com o poeta Dimas Costa e, por último com  poeta, cantor e compositor Luiz Menezes.  
Comandou também o programa "Invernada Gaúcha", na TVE e o programa “Madrugada Gaúcha”, na  Rádio Gaúcha.   
Em 1968 lançou o LP Tropa Amarga, que trazia poemas de grandes autores gaúchos.   
Darcy Fagundes nasceu em 15 de dezembro de 1925, em Uruguaiana. 

terça-feira, 21 de junho de 2016

60º RODEIO DE POETAS

Na tarde do próximo sábado, 25 de junho, a Estância da Poesia Crioula, , reúne seus integrantes para mais uma edição do Rodeio dos Poetas, comemorativo aos 59 anos de existência da  "Academia Xucra do Rio Grande".
O evento acontecerá no auditório Fundação Pão dos Pobres,  situado a rua República,  nº 801,  bairro  Cidade Baixa, em  Porto Alegre.

As 14 horas , os apresentadores, Adão Quevedo e Silvania Giovanini, especialmente convidados para a ocasião, darão início a programação que estabelece o seguinte cronograma:


Sábado:
14h – Abertura: Palavra do Presidente 

14h15m – Homenagem ao Patrono Espiritual Poeta Dimas Costa

 Panegírico: Yara Costa, filha do poeta 

14h45m – Espetáculo Poético/Declamação:  Vitória Gomes e Gean Vachols 
15h – Resultado do Concurso Literário do 1º semestre 2016:

- Concurso de Poesia “Simões Lopes Neto” 

Lançamento dos Concursos Literários do 2º Semestre 2016:

- 4º Concurso de Poesia Gauchesca “Jayme Caetano Braun”
- 4º Concurso de Causo Gauchesco “Apparicio Silva Rillo” 

15h15m – Troféu Honra ao Mérito

- Homenagem Especial aos colaboradores da EPC na Gestão 2014/2016 

15h30m – Diplomação de Novos Sócios 
15h45m – Espetáculo Poético/Declamação:

Ana Julia Guimarães e Luiza de Lima Gai 

16h – Prestação de Contas da Gestão 2012/2014 
16h15m – Descerramento da Foto do Presidente Wilson Tubino na Galeria de Presidentes 
16h20m – Espetáculo Musical: Vladimir Tubino 
16h30m – Eleição e Posse da Nova Diretoria da Estância da Poesia Crioula Bi-Ênio 2016/2018 
16h45m – Medalha Vargas Neto 2016 aos Poetas:

- Dimas Noguês Costa,
- Tadeu Martins
- Wilson Tubino 

17h30m – Espetáculo Musical:  Érlon Péricles 
18h – Encerramento


No domingo, 26/06, a partir das 10h, os vates tem encontro marcado na Romaria da Saudade na Sesmaria do Infinito, junto a "Pedra da Memória" localizada na entrada do Parque Maurício Sirotsky Sobrinho, para homenagear os poetas falecidos.
A programação segue com Almoço de Confraternização na Churrascaria Estrela Gaúcha – Av. Getúlio Vargas, 1243 – Bairro Menino Deus – Porto Alegre/RS;


domingo, 19 de junho de 2016

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 19 DE JUNHO

O dia 19 de junho nos ambientes da historia, da arte e da cultura rio-grandenses.

19/06/1919: Nasce em Porto Alegre, no bairro Passo da Areia, Leovegildo José de Freitas, conhecido no mundo artístico do Rio Grande do Sul como Gildo de Freitas.  Era compositor, mas se notabilizou como exímio repentista, sendo considerado até hoje como o Rei dos Trovadores.    Participava e era a grande atração do Grande Rodeio Coringa, programa de rádio da década de 60.  Gravou seu primeiro long play em 1963. Depois disso foram mais 14 discos ao longo da carreira.     Rivalizava em popularidade com o também saudoso Teixeirinha.     Por ironia do destino, faleceu no dia 04 de dezembro de 1983, mesmo dia em que Teixeirinha também faleceu, dois anos mais tarde.     Este dia 04 de dezembro foi oficializado por lei estadual como o Dia do Trocador e do Cantor Regionalista, em homenagem a estes dois gênios da música gaúcha.

CRONOLOGIA DE GILDO DE FREITAS 
1931 - Gildo foge de casa pela primeira vez, aos 12 anos. 
1937 - É tido como desertor, por não ter se apresentado à convocação militar. Envolve-se na primeira briga séria, onde morre um jovem amigo. Primeira prisão. Cria ódio da polícia. 
1941 - Casamento com dona Carminha. Passa a ter morada fixa no bairro de Niterói, em Canoas, Grande Porto Alegre. Continuam os contratempos com a polícia. 
1944 - Nasce o primeiro filho depois de dois perdidos. Gildo começa a viajar bastante e a ser reconhecido como trovador. A polícia mantem-se em cima. 
1949 - Trovador com fama ascendente em todo o Rio Grande do Sul, desaparece de casa e reaparece na fronteira gaúcha. Em longa temporada passada no Alegrete, mal consegue caminhar, com problema de paralisia nas pernas. 
1950/51 - Em São Borja, conhece Getúlio Vargas e entra em sua campanha política. Param as perseguições policiais. Primeira viagem ao Rio de Janeiro. 
1953/54 - Faz fama como trovador nos progamas de rádio ao vivo em Porto Alegre. Volta à viver no Passo d`Areia, com a família. 
1955 - Encontro e identificação como Teixeirinha. Muitas viagens. Mudança para o bairro Passo do Feijó e abertura do primeiro bolicho. 
1956/60 - Maior atração do progama Grande Rodeio Coringa dos domingos à noite. Mais viagens com Teixeirinha. 
1961/62 - Declínio dos progamas de rádio ao vivo, televisão começando. Gildo resolve largar de mão a "cantoria" e inventa de criar porcos. 
1963 - Viagem a São Paulo para gravar o primeiro disco. 
1964 - É lançado o primeiro LP. Em meados do ano é "convidado" a prestar depoimento sobre suas ligações com o trabalhismo. 
1965 - Início da célebre disputa com Teixeirinha através dos discos. Jango o convida para viver no Uruguai e ele não aceita. 
1970/77 - Várias internações em hospitais, sucesso popular das gravações, muitas viagens. A "briga" com Teixeirinha chega ao auge. Mudança para Viamão. 
1978 - Inaugura em Viamão a Churrascaria Gildo de Freitas e dá início aos bailões. 
1982 - Grava o último disco, para a mesma gravadora dos outros todos, Continental. Última internação em hospital, últimas aparições públicas em programas de TV. Morte em 4 de dezembro. 



O Maragato Honório Lemes e seus comandados
19/06/1923:  Ocorreu um dos principais conflitos da Revolução de 23, o combate na ponte do rio Ibirapuitã, na cidade de Alegrete. 
De um lado os Maragatos, comandados pelo General Honório Lemes, o Leão do Caverá, á frente do 2º Corpo do Exército Libertador. De outro lado os Chimangos, comandados pelo então Coronel Flores da Cunha, à frente da “Brigada do Oeste”. Dentre seus subordinados estava o alegretense tenente-coronel Osvaldo Aranha. 
Nesta batalha foram empregados uma média de 1.500 homens por exército, mas a logística superior das tropas governista, foi decisiva. 
Desgastada pelas muitas horas de luta, a tropa Maragata optou por abrigar-se na Serra do Caverá, terreno por demais conhecido por Lemes. 
Depois do combate, os Chimangos do Coronel Flores da Cunha, continuaram a perseguição aos já judiados maragatos do General Honório Lemes.

terça-feira, 14 de junho de 2016

OS MONARCAS, NESTA QUARTA, EM CANOAS


Nesta quarta-feira, 15 de junho, o grupo Os Monarcas subirá ao palco pela primeira vez com as 23 crianças selecionadas através do projeto Novos Talentos e que participarão da gravação do próximo DVD.
O show “Preview novo DVD” é um ensaio para a gravação e um encontro único entre os pequenos artistas e seus mestres. Além das crianças selecionadas haverá a participação do personagem “Gaudêucio”, do ator mirim Thomas Hary, que interpretará o líder do conjunto Gildinho em um filme, e ainda, o lançamento e a comercialização dos produtos “45 anos – Os Monarcas”. Após o show acontecerá baile com o conjunto Canção Nativa. O evento inicia às 19h e será realizado no Galpão da Ulbra, em Canoas, que fica na Av. Farroupilha, 8001.

Os ingressos antecipados custam R$ 20 e dão direito a levar um acompanhante. Na hora, os ingressos custarão R$ 20 (feminino) e R$ 30 (masculino). Confira abaixo os pontos de venda e o link para a compra online.

O evento é uma promoção do Grupo Midia A em parceria com o conjunto Os Monarcas. Mais informações pelos contatos:  Fones: (51) 9471.1484 ,  (51) 3022.2213
Email:  comercialmidiaa@gmail.com






SERVIÇO
O quê: Preview Novo DVD – Os Monarcas
Quando: 15/06/2016, às 19h
Onde: Canoas (RS)
Local: Galpão da Ulbra (Av. Farroupilha, 8001, Canoas, RS)

    INGRESSOS ANTECIPADOS
    R$ 20,00 (com direito a 1 acompanhante)

   INGRESSOS NA HORA
   R$ 30,00 Masculino
   R$ 20,00 Feminino

   INGRESSOS ONLINE
   R$ 20,00 (com direito a 1 acompanhante)
   *via transferência/depósito

   PONTOS DE VENDA
   Em Porto Alegre: Grupo Midia A - Rua Ten. Cel. Fabrício Pilar, 830, Bairro Mont Serrat.        
Telefones: (51) 9471.1484 ,  (51) 3022.2213
   Em Canoas: Moka Artigos Regionais - Av. Boqueirão, 638, Bairro Igara. 
   Telefone: (51) 3425.1212

segunda-feira, 6 de junho de 2016

TURISMO NAS MISSÕES


Recebi e reproduzo com satisfação, este chasque enviado pelo meu amigo de longa data, Carlos Augusto Alves, que é jornalista e presidente da Associação Amigos das Missões.


                 Turismo nas Missões vem a Porto Alegre 
mostrar o destino e apresentar o novo Espetáculo de Som & Luz.

A cidade de São Miguel das Missões, único patrimônio cultural da humanidade no Sul do país, através de  empreendedores e gestores públicos, vem a Porto Alegre na próxima quarta-feira, dia 08 de junho, as 08h30min, mostrar suas potencialidades e apresentar o novo Espetáculo de som & Luz.
O espetáculo,  realizado todas as noites nas Ruínas de São Miguel , ganhou uma trilha sonora remasterizada, agora potencializados pelo novo sistema de som que cria um efeito acústico envolvente para a platéia e um sistema de luzes de alta qualidade com cores mais vibrantes. As vozes de artistas famosos (Fernanda Montenegro, Lima Duarte, Juca de Oliveira, Rolando Boldrin e Armando Bógus, entre outros) que reproduzem os personagens históricos da saga jesuítica - guarani  foram mantidas.
A novidade é que agora existem apresentações nos idiomas espanhol e inglês, o que tende a atrair visitantes do mundo inteiro.,
A renovação do Som e Luz foi possível devido ao empenho do Instituto Iguassu Misiones, através do seu presidente Marconi Flach e contou com o patrocínio do BNDES.
Ainda abalada pelo “tornado” que atingiu (em 24/abril) parte do seu Município, representantes  de São Miguel das Missões vêm a Porto Alegre dizer que o Sítio Arqueológico já está recebendo turistas e excursões de escolas normalmente e que o novo Espetáculo de Som & Luz não foi prejudicado. O Museu das Missões, seriamente afetado, teve suas obras transferidas para outro local com possibilidade de visitação diária, sem prejuízo dos turistas.
O  Evento em Porto Alegre, no auditório da ABAV (Associação Brasileira de Agentes de Viagens) na Praça XV de Novembro 21 – 6º andar,  terá as presenças de Marconi Flach, que mostrará aspectos o novo Som & Luz , e do historiador José Roberto de Oliveira para falar sobre o “destino turístico São Miguel das Missões”.

José Roberto é professor universitário,  ex-diretor da SETUR-RS e do Ministério do Turismo em Brasília.  Criador do Circuito Internacional das Missões Jesuíticas é também coordenador brasileiro do Projeto “Nação Missioneira” uma nação sem fronteiras (inclusive com bandeira) unindo os povos missioneiros do Brasil, Argentina e Paraguai.