quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 15 DE FEVEREIRO


15/02/1894:  Nasce no Alegrete, o advogado, político, estadista e diplomata gaúcho, Oswaldo Aranha.
Em 1923, chegou a pegar em armas para lutar a favor dos Chimangos de Borges de Medeiros, na Revolução Federalista.  Em 1925, foi intendente do Alegrete e dois anos depois elegeu-se deputado federal.
Amigo e braço direito de Getúlio Vargas, foi Ministro da Justiça e depois Ministro da Fazenda. Em 1934, foi nomeado embaixador do Brasil em Washington.  Em 1937, assumiu como Ministro das Relações Exteriores do governo Vargas.
Em 1947, foi nomeado chefe da delegação brasileira na recém Criada ONU.
Presidiu a Sessão Especial da Assembleia Geral das Nações Unidas, que culminou com a criação do estado de Israel.  A partir deste fato, o povo judeu lhe prestou inúmeras homenagens.

Osvaldo Euclydes de Souza Aranha faleceu em 27/01/1960, vitimado por um ataque cardíaco, na sua residência no Rio de Janeiro.
-------------------------------------------------------------------------------------------------


15/02/1933:  Nasce na localidade de São Jorge da Mulada, em Criúva, á época interior do município de São Francisco de Paula, atualmente pertencente a Caxias do Sul, o acordeonista, cantor e compositor Adelar Bertussi.  
Ele foi um dos pioneiros da música regional gaúcha, ao lado de seu irmão mais velho, Honeyde, dez anos mais velho, com quem formou a partir de 1955, a dupla Irmãos Bertussi, responsável pelo surgimento da autêntica música de baile no Rio Grande do Sul.  
Os Bertussi foram precursores também na prática de animar bailes com dueto de cordeonas e pela introdução da bateria como instrumento musical, novidades para uma época em que os fandangos eram animados por trios formados somente por gaita, violão e pandeiro.  Em 1966, Adelar separou-se artisticamente de Honeyde, iniciando carreira solo.  Em 1972, Adelar e Honeyde se reconciliam e gravam o LP “Sangue de Gaúcho”, mais um sucesso na já exitosa carreira dos Irmãos Bertussi.  Mas a reconciliação dura pouco e a dupla separa-se novamente. Em 1974, Adelar foi eleito vereador de Caxias do Sul.  Mais tarde, criou e participou do conjunto Os Cobras do Teclado, tendo como principal parceiro o também acordeonista Itajaíba Matanna.  Após a morte do irmão Honeyde, ocorrida em 1996, Adelar deu segmento a tradição musical da família através do Conjunto Os Bertussi, na companhia de seu filho, e também acordeonista, Gilney Bertussi.     
Com setenta anos de carreira artística, Adelar compôs cerca de 500 músicas, gravou 50 discos e realizou mais de 6 mil apresentações artísticas.
Como professor de música e escritor, publicou os livros didáticos “Som Bertussi”, volumes 1 e 2.  
Teve sua vida artística registrada em DVD no documentário “Adelar Bertussi – O Tropeiro da Música Gaúcha”.
Em 2010, Adelar Bertussi foi homenageado no livro publicado pelo escritor Renato Mendonça como um dos Pilares da Tradição Gaúcha.
Adelar Bertussi Siqueira faleceu no dia 30 de setembro de 2017, no hospital de Campo Largo/PR, aos 84 anos de idade, em decorrência de complicações cardíacas.   

-------------------------------------------------------------------------------------------------

15/02/1974: Morre o cantor e compositor José Mendes, em decorrência de um acidente de trânsito na BR-471, município de Rio Grande. 
Em 2004, seus restos mortais foram transladados de Porto Alegre para o Memorial José Mendes, instalado junto a Capela Santa Terezinha, localizada entre os municípios de Esmeralda e Pinhal da Serra, na região serrana do Rio Grande do Sul.
Em sua breve e bem sucedida carreira, José Mendes gravou oito discos, sendo o de maior sucesso o compacto simples lançado em 1967, no qual estavam registradas as músicas "Pára Pedro" e "Mensagem de Saudade". O disco, com apenas estas duas faixas, vendeu mais de um milhão de cópias, configurando-se em estrondoso sucesso

Sua obra está registrada também nos seguintes Long Plays: 
Passeando de Pago em Pago – 1962, quando ainda usava o nome artístico de “Gaúcho Seresteiro”;    
Pá... ra Pedro – 1967;  
Não Aperta, Aparício -1968;
Andarengo – 1969; 
Mocinho do Cinema Gaúcho – 1970; 
Gauchadas – 1971;
Isto é Integração – 1973;  
Adeus Pampa Querido (póstumo)  - 1974

Além de cantor e compositor, foi ator de cinema, tendo produzido e estrelado três filmes:   Pára Pedro,  Não Aperta Aparício, A Morte Não Marca Tempo.
José Mendes Guimarães nasceu no dia 20 de abril de 1939, em Esmeralda, então distrito de Lagoa Vermelha.  Completaria 79 anos de idade em 2018.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 14 DE FEVEREIRO

Casa dos Ministérios: Local de reunião dos Farroupilhas em Caçapava
14/02/1839:  Caçapava do Sul se torna a segunda Capital da República Rio-grandense.  
Não tendo conseguido se apoderar de Pelotas e Rio Grande, os Farroupilhas sentiram-se ameaçados em Piratini, a primeira Capital.  Por esta razão, optaram por transferir a sede da República Rio-grandense para um local mais protegido e estrategicamente melhor posicionado no centro do estado: Caçapava.    
Dali, partiram algumas iniciativas importantes da rebelião Farroupilha, como por exemplo, a ordem para invadir a cidade de Laguna e proclamar a república Juliana, no estado de Santa Catarina.     
Caçapava foi capital da República Rio-grandense até 22 de março de 1840, quando os Farroupilhas decidem mudar a sede do seu governo para Alegrete. 




14/02/1872:   Nascia em Porto Alegre/RS, o pianista, maestro e compositor José de Araújo Viana. 
Educou-se em piano muito jovem com professores da sua cidade natal, onde foi um dos fundadores da extinta Orquestra Filarmônica Porto Alegrense em 1887.

Com 22 anos de idade, mudou-se para a Itália, para continuar seus estudos de Harmonia e composição no Conservatório Real de Milão.

Pianista talentoso, preferiu a carreira de professor e acompanhador, antes do que a de concertista.  De volta ao Brasil compôs diversas obras para piano, violino e violoncelo, entre elas Allegro Appassionato.  
Aos 28 anos escreveu sua primeira ópera, Carmela, apresentada no Theatro São Pedro, em outubro de 1902 e no Rio de Janeiro, dias depois.   Mais tarde escreveu Rei Galaor.  
É patrono da cadeira nº 34 da Academia Brasileira de Música. 
Em sua homenagem existe o Auditório Araújo Viana, em Porto Alegre.
José de Araújo Viana morreu no Rio de Janeiro, em 02/11/1916.






14/02/1895:  Nascia em Uruguaiana/RS, o escritor e poeta Alceu Wamosy.   
Poeta simbolista, ele escreveu poemas cheios de desencanto, em uma produção que se destacou no sul do país e que tornou-se uma das obras mais significativas do Simbolismo brasileiro.  Seu soneto “Duas Almas” é considerado um dos mais belos produzidos em língua portuguesa.  
Ferido em combate, durante a Revolução Federalista de 1923, na  qual lutou com alferes, Alceu Wamosy faleceu em 13/09/1923, em Santana do Livramento/RS. 

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

PARABÉNS MESTRE TELMO DE LIMA FREITAS

Em 13 de fevereiro de 1933, nascia em São Borja o músico, cantor, poeta e compositor  Telmo de Lima Freitas, um dos expoentes do regionalismo gaúcho.


Sua carreira discográfica iniciou em 1973, quando lançou seu primeiro LP, intitulado O Canto de Telmo de Lima Freitas.

Depois vieram mais dez discos de música e de poesia.   
A discografia de Telmo de Lima Freitas:
1973: O Canto de Telmo de Lima Freitas

1980: Alma de Galpão

1993: Tempos de Praça

1994: De Marcha Batida

2000: A Mesma Fuça

2002: Carteio da Vida

2006: Aparte

Acervo Gaúcho

De Pé no Estribo

Rastreador




Com o álbum A Mesma Fuça, lançado no ano 2000, recebeu o Troféu Açorianos em duas categorias:  Melhor Compositor e Melhor CD Regional.

Criou e participou ativamente do grupo musical Os Cantores dos Sete Povos, com o qual conquistou, com a mazurca Esquilador, a Calhandra de Ouro da  9ª Califórnia da Canção Nativa de Uruguaiana, realizada em dezembro de 1979.

É autor do livro de poesias crioulas "De Volta ao Pago".


Telmo de Lima Freitas foi homenageado como um dos Pilares da Tradição Gaúcha, ao lado de Nico Fagundes, Paixão Cortes e Adelar Bertussi, no livro homônimo escrito pelo jornalista Renato Mendonça.

Hoje ele completa 85 anos de dedicação a música e ao regionalismo gaúcho.


Parabéns ao mestre Telmo de Lima Freitas !!!

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 07 DE FEVEREIRO

07/02/1756: Morre em combate, o guerreiro e índio missioneiro, Sepé Tiarayu.   Ele foi atingido por um lançaço, seguido de um tiro de pistola disparado por José Joaquim Viana, Governador de Montevideo, durante a Batalha de Caibaté, ocorrida às margens da Sanga da Bica, situada na entrada do atual município de São Gabriel.
Nos bolsos do seus jaleco, foram encontradas duas cartas. Numa, haviam recomendações ao índio Valentim Hamiguá, dizendo que mantivessem a devoção à Virgem Maria e na outra, recomendava que se abstivessem de entrar em qualquer negociação com os brancos (portugueses, luso-brasileiros e espanhóis), porque eram falsos e enganavam até aos seus próprios reis.
Nascido em um dos aldeamentos jesuíticos dos Sete Povos das Missões, Tiarayu foi batizado com o nome latino cristão de José   
Bom combatente e estrategista, tornou-se líder das milícias indígenas que lutaram contra as tropas do exército português e espanhol na chamada Guerra Guaranítica.    Atribui-se a Sepé Tiarayu, a célebre frase:  Esta Terra Tem Dono.
---------------------------------------------------------------------------------------------

07/02/2014:  Aos 56 anos de idade, morre em Porto Alegre, o ator, cantor e compositor Nico Nicolaiewsky.  Era conhecido e reconhecido no país inteiro pelo personagem “Maestro Pletskaya”, do espetáculo Tangos e Tragédias, que ele criou e apresentou, durante trinta anos, com o seu parceiro de palco Hique Gomez.     Batizado Nelson Nicolaiewsky, Nico nasceu em Porto Alegre no dia 09/06/1957.