quinta-feira, 27 de junho de 2013

FRONTEIRA DA CANÇÃO


Neste sábado, 29 de junho, acontece, na cidade catarinense de Concórdia, a Etapa Regional do II Fronteira da Canção Nativa,  evento promovido pelo Grupo folclórico Parceria, liderado pelo meu amigo Jean Pierre Schneider. Em outubro será a vez da Etapa Nacional do certame, cujas inscrições ainda podem ser encaminhadas até 12 de julho.
Boa sorte aos concorrentes.

Aqueles como eu, que não poderão ir a Concórdia, podem acompanhar o festival pela transmissão da Rádio Comunidade FM  acessando o link  http://www.104fmconcordia.com.br/  ou clicando na imagem acima.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

TRIBUTOS DE FUNDAMENTO

Baita presente que eu ganhei do meu amigo Neni Farias, divulgador da Gravadora Vertical. Dois CDs maravilhosos, lançados recentemente:   Tributo a Os Mirins e Tributo a Os Irmãos Bertussi .
Sucessos como Mate de Esperança, Oh de Casa, Sangue de Gaúcho e outros, nas interpretações de  Sinuelo Pampeano, Porca Véia, Zézinho e Grupo Floreio, Mulheres Pampeanas e mais uns quantos artistas.
Tributos de fundamento.

quarta-feira, 19 de junho de 2013

VIDA DE TROPEIRO - O NOVO CD DE JOCA MARTINS


Um disco diferente, que transita por vários elementos rítmicos, homenageia artistas consagrados da música regionalista gaúcha e feito totalmente a partir de escolhas pessoais. É desta forma, que Joca Martins define “Vida de Tropeiro”, o 15º CD de sua carreira.
O disco apresenta clássicos da música gaúcha, como “Os Cardeais” e “Oh de Casa”; novidades, como: “Vida de Tropeiro”, que conta a participação especial da dupla César Menotti & Fabiano; “Campeira”, que traz a alegria contagiante do ritmo da chamarra; e ainda, “Eu Sou Bagual”, música que vem fazendo sucesso nas rádios e na internet, desde o início do ano.
Além de um repertório variado, o CD contempla um pouco de tudo que já foi cantado e apresentado por Joca Martins e é o primeiro trabalho produzido totalmente com escolhas pessoais do cantor. 
- Geralmente, ao fazer um disco, levam-se em conta muitos critérios para definir as músicas que farão parte da obra e, às vezes, deixamos de lado algumas músicas que nos tocam particularmente. O CD “Vida de Tropeiro” foi feito com canções do meu gosto pessoal, que tocam a minha essência e que eu espero que emocionem o público também - explica Joca Martins.
VIDA DE TROPEIRO, A MÚSICA!
Ela dá nome ao novo disco e sela definitivamente a amizade entre o cantor Joca Martins e a dupla César Menotti & Fabiano, que embora sejam de segmentos diferentes compartilham de características em comum, como o amor pela música e pelo regionalismo. 
Os artistas conheceram-se no palco, através de um encontro proporcionado pela GDO Produções, empresa responsável pela carreira dos três músicos. Desde então, a parceria profissional foi dando lugar a um forte laço de amizade.
A música “Vida de Tropeiro” teve letra e melodia criadas especialmente para receber a participação dos irmãos Menotti. João Marcos "Negrinho" Martins levou para a canção um primoroso arranjo de cordas. A letra foi encomendada a José Estivalet para que se encaixasse nos valores existentes nos Menotti, em Joca Martins, e acima de tudo, que homenageasse os tropeiros do passado e os de hoje, os caminhoneiros de todo o Brasil. 
- A música precisava ser gaúcha e ao mesmo tempo tinha que mostrar a inocência do interior, da simplicidade do povo que existe em todo o Brasil. Até porque o César e o Fabiano são artistas que cantam o interior. E claro, precisava mostrar a vida batalhadora dos tropeiros do nosso passado e os atuais, que vivem “tropeando” nas estradas, com os seus caminhões – ressalta Joca Martins. 
CAMPEIRA... LIDA DE CAMPO...
Outra canção de destaque, do novo CD de Joca Martins, chama-se “Campeira”. Trata-se de uma chamarra, um ritmo alegre, contagiante e dançante, que utiliza vários elementos rítmicos muito trabalhados na Fronteira do Rio Grande do Sul e com fortes influências da música argentina e uruguaia. A letra é extremamente campeira e objetiva. Fala sobre o que acontece no campo e dos motivos que levam as pessoas a gostarem tanto, por exemplo, da cambona, do assado na brasa, da lida de campo e dos costumes do gaúcho. “Campeira” tem como compositores Duca Duarte e Erlon Péricles.
OS CLÁSSICOS GAÚCHOS
Para compor o repertório, Joca Martins escolheu dois clássicos da música regionalista gaúcha. Uma forma de enaltecer a importância de artistas consagrados. O CD traz a releitura de “Oh de Casa” e de “Os Cardeais”. A primeira canção é uma homenagem aos irmãos Bertussi e à música serrana. Em “Os Cardeais”, Joca Martins esbanja emoção e mostra a sua admiração pelo inesquecível César Passarinho e pelo compositor da música, Elton Saldanha.
O DISCO
O CD “Vida de Tropeiro” é um trabalho produzido pela gravadora Acit. As fotos que compõem a capa e a parte interna do disco foram realizadas em Santana do Livramento (RS), na Estância Carcávio, pelo fotógrafo Petter Campagna. 

FAIXAS DO CD VIDA DE TROPEIRO
1. Chamarra do Chapéu Torto (Anomar Danúbio Vieira / Juliano Gomes)
2. Campeira (Duca Duarte / Erlon Péricles)
3. Siga em Frente (J. Farinha)
4. Romance do Querendão (Edgar Ocaña / Fabrício Harden)
5. Vida de Tropeiro (José Estivalet / Joca Martins) / Participação especial: César Menotti e Fabiano
6. Oh de Casa (Adelar Bertussi / Honeyde Bertussi)
7. No Encontro da Madrugada (Cristiano Costa / Gujo Teixeira / Joca Martins)
8. Eu Sou Bagual (Fernando Soares / Juliano Gomes)
9. Parceiros de Campo (Rodrigo Bauer / Joca Martins)
10. Os Cardeais (Elton Saldanha)

quarta-feira, 5 de junho de 2013

QUINTA DOS PAJADORES



A Quinta dos Pajadores está se tornando tradicional na capital gaúcha, sempre na primeira quinta-feira de cada mês no CTG Estância da Azenha, com entrada Franca.
Neste dia 06 de junho, a partir das 21h, vai acontecer a terceira atuação dos pajadores gaúchos naquele palco. Estão confirmadas as presenças de José Estivalet, Adão Bernardes, Renato Kruel e Paulo de Freitas Mendonça.
O espetáculo de pajadores, protagonizado todos os meses pelos improvisadores do Rio Grande do Sul, tem como objetivo central a formação de platéia com maior popularização da pajada e o encontro sistemático dos pajadores e público admirador da arte. Também se objetiva mostrar a diversidade de formas poéticas com outras modalidades de pajada desconhecidas do público ou pouco usadas. A cada mês se insere uma nova novidade. Já foram demonstradas as modalidades de improviso em "ovillejo" , o banquinho e pajada cantada. Para esta Quinta dos Pajadores de junho uma nova modalidade vai ser demonstrada.
O CTG Estância da Azenha está localizado na Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 155, próximo ao Parque Harmonia, em Porto Alegre.
A entrada franca e o jantar é opcional.

BUENAS COMEMORA 6 ANOS DE PROJETO



Parece que foi ontem, mas já faz seis anos que os cantores Ângelo Franco, Cristiano Quevedo, Érlon Péricles e Shana Muller se reuniram pra formar o projeto Buenas e M’Espalho.
O nome originou-se de uma matéria feita pelo jornalista Renato Mendonça, publicada no Segundo Caderno do jornal Zero Hora, justamente com este título:  Buenas e M’Espalho.
No texto, Mendonça chamava a atenção para as novas caras da musica regional gaúcha,  jovens músicos, todos interioranos,  que vieram com seus sonhos pra capital em busca de visibilidade e reconhecimento artístico.
No rastro da repercussão da matéria  de ZH,  veio o lançamento oficial do projeto num bar da cidade baixa.  Não demorou muito e surgiu o primeiro CD, que imediatamente se tornou sucesso, sendo inclusive premiado com o Troféu Açorianos de música. Dois anos depois, o segundo disco e com ele, reconhecimento, sucesso e mais Troféus Açorianos.
O tempo foi passando e o Buenas deixou de ser uma boa novidade pra tornar-se uma afirmação no ambiente da arte regional gaúcha.
Em cada espetáculo, uma legião de admiradores, maioria absoluta de jovens, que veem os integrantes do quarteto como modelos a serem seguidos, na arte a até mesmo na forma de se vestirem.
Se hoje a juventude esta mais próxima da tradição e da cultura regional, e acho que está, parte importante deste crédito deve ser atribuída  ao Buenas e M’Espalho.
Passados seis anos, a hora é de comemorar as conquistas.  E a festa é justamente nesta quinta-feira, 06 de junho, no Clube Farrapos.
Baita show do Buenas e depois, baile com João Luiz Correa.
Não dá pra perder.
Parabéns Ângelo, Cristiano, Érlon e Shana por esta união talentosa e bem sucedida de amigos.
Sinto-me privilegiado por ter acompanhado de perto esta bonita história.
Baita abraço.