terça-feira, 23 de agosto de 2016

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 23 DE AGOSTO

23/08/1851: Nasce em Cachoeira do Sul, o escritor, médico, político e senador Ramiro Fortes Barcelos.    Foi deputado de 1877 a 1882, senador de 1890 a 1906. Em 1902 criou a denominação de Cruzeiro para a nossa moeda. Nome este que viria a ser utilizado pelo governo Getúlio Vargas a partir de 1940.    Como escritor, utilizava a alcunha de Amaro Juvenal, tendo se notabilizado pela autoria do poemeto campestre Antônio Chimango, lançado em 1915. A obra político-satírica, dividida em cinco rondas, como se fossem rondas de tropeiros junto as topas, se baseia na rivalidade política com seu primo Antônio Augusto Borges de Medeiros, então presidente do estado. A alcunha atribuída por Ramiro Barcelos, deve-se a semelhança de Borges de Medeiros com o rapinídeo, não só no aspecto físico, mas também no proceder.
Antônio Chimango, hoje já com mais de vinte edições, teve sucesso extraordinário, e é considerada uma obra-prima pelo seu sarcasmo e genuíno cunho gauchesco.
Ramiro Barcelos  faleceu em 28/01/1916, em Porto Alegre.


Guerra da Degola
23/08/1895: Assinado em Pelotas, por João Nunes da Silva Tavares,  General Juca Tavares (maragato) e Inocêncio Galvão (pica-pau), o “Tratado de Pelotas”, que determinou a pacificação final da Revolução Federalista, conhecida como Guerra da Degola, ocorrida de 1893 a 1895.

Nenhum comentário:

Postar um comentário