sábado, 26 de janeiro de 2013

VEM AÍ A 25ª FECARS


A Festa Campeira do Rio Grande do Sul, em sua 25ª edição, acontecerá em Campo Bom, no Parque do Trabalhador, de 14 a 17 de março de 2013. Paralelo, estará sendo realizado, no sábado, o 26º Seminário Estadual de Prendas e Peões e, no domingo, o 14º Seminário da Cultura Campeira.
Haverá nesta festa campeira uma sessão especial de cinema, com o filme “Contos gauchescos”, contando com a presença de Henrique de Freitas Lima, Diretor do filme para um debate ao final. O anúncio foi feito durante o Congresso, em Santa Maria, para instrumentalizar prendas e peões sobre o tema dos festejos farroupilhas deste ano.
Informações da Festa Campeira
Presidente: Marcos Alfredo Riegel 51 - 3598-8600
Vice-Presidente: Fernando Bilhalva 51 - 9989-3767
Secretário:  Gilnei dos Santos Brizola 51 - 8128-0840
Tesoureiro: Nestor Ludwig   51 - 8455-0118
Coordenador: Carlos Moser  51 – 9261-3820

26º SEMINÁRIO ESTADUAL DE PRENDAS E PEÕES
TEMA: LITERATURA RIO-GRANDENSE
DIA 16 de março
PROGRAMAÇÃO:
09 horas - Credenciamento
10 horas - Palestra: LITERATURA RIO-GRANDENSE
14 horas - GINCANA CULTURAL - Coordenação: Prendas estaduais
16 horas - Orientações sobre 44º Ciranda Cultural de Prendas
18 horas - Documentário; Causos de Simões Lopes Neto
19h30 -  Entrega de Certificados

14º SEMINÁRIO DE CULTURA CAMPEIRA
TEMA: PELAGENS DE CAVALOS
DIA 17 de março
PROGRAMAÇÂO:
08h30-Credenciamento
09h-Palestra: Identificação de pelagens de cavalos
Palestrante: Sérgio de Andrade
10h-Oficinas/Provas de Galpão
Oficineiros: Lairton dos Santos, Peões e Guris Estaduais
11h45-Orientações sobre o 25º Entrevero Cultural de Peões
12h30-Entrega de Certificados

A história da Festa Campeira do RS
De 1983 a 1987 foram diversas as tentativa de regulamentar um evento campeiro de nível estadual, até que Frontelmo Alves Machado, hoje Conselheiro Benemérito do MTG, apresentou proposta, em fevereiro de 1987, para o Presidente do MTG, Zeno Dias Chaves, com um esboço de regulamento para uma festa campeira estadual.
A iniciativa, segundo seu idealizador, teria como objetivos: unir os gaúchos campeiros em um evento para confraternizar e apurar os campeões estaduais, nas diversas modalidades campeiras já realizadas nos rodeios. O Presidente convidou homens com conhecimentos campeiros, como José Theodoro Bellaguarda de Menezes, João Francisco Rodrigues de Andrade, Oraci Louzada Abreu, Wilson Freitas e Cyro Dutra Ferreira. Formada a comissão que, em três dias de trabalho, elaborou o regulamento. Posteriormente, os membros da comissão percorreram o Estado recolhendo detalhes de usos e costumes, contando com a colaboração de muitos tradicionalistas e dos coordenadores regionais.
A proposta final foi apresentada na 26a Convenção Extraordinária, realizada de 11 a 13 de dezembro de 1987 em Júlio de Castilhos, por Frontelmo Alves Machado, Wilson Freitas e Cyro Dutra Ferreira. No dia 11 de dezembro foi aprovado o anteprojeto com o nome "Festa Crioula do Rio Grande do Sul", e, em seguida, modificado para "Festa Campeira do Rio Grande do Sul - FECARS" e marcada a primeira edição para março de 1989.
Já o esporte entrou mais tarde, com a proposta de Mário Roberto Machado, defendida por Frontelmo Alves Machado com parecer favorável de Cyro Dutra Ferreira, aprovada na 32ª Convenção, em julho de 1991, que incluiu no regulamento da FECARS o torneio de truco. O início do esporte na FECARS aconteceu na 4ª Edição da Festa Campeira, em São Sepé, no ano de 1992.

Nenhum comentário:

Postar um comentário