quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 28 DE DEZEMBRO

28/12/1900: Nasce no Alegrete, o poeta regionalista João da Cunha Vargas.    
Um homem campeiro, poeta que jamais escreveu seus versos, guardando-os sempre "apenas" na memória. Homem simples, cujo tom de voz possuía uma sonoridade ímpar. Seus poemas caracterizavam-se por serem puros, autênticos, sem contaminações intelectuais, feitos para serem lidos e declamados. Por sinal, era reconhecido como um grande declamador. Sabia todos os seus versos de cor e os interpretava com o coração e com um timbre de voz invejável.   
Publicou um único livro, intitulado “Deixando o Pago”, que traz poemas xucros, com glossário organizado por Mozart Pereira Soares, com ilustrações feitas por Glênio Fagundes. O conteúdo do livro foi ditado pelo poeta a seus familiares ou retirados de fitas gravadas da época em que ainda interpretava seus poemas. 
Era membro da Estância da Poesia Crioula, tendo alguns de seus poemas publicados na Antologia da entidade.  
Em sua homenagem há uma rua com seu nome em Alegrete.
Sua imagem está estampada na capa do LP da 9ª Califórnia da Canção Nativa, realizada em 1979 no Cine Pampa, em Uruguaiana, oportunidade em que declamou para o público presente.
João da Cunha Vargas morreu em Porto Alegre, no dia 08/09/1980. 

Colaboração: Jaime Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário