terça-feira, 3 de janeiro de 2017

EFEMÉRIDES RIO-GRANDENSES - 03 DE JANEIRO

03 DE JANEIRO DE 2011:    Morre em Porto Alegre,  aos 65 anos de idade, em consequência de um câncer, o pianista e compositor Geraldo  Flach.  
Ele estudou piano erudito desde os cinco até os vinte anos de idade. 
Iniciou carreira profissional aos quatorze anos de idade, tocando em conjuntos de baile e, na década de 60, formou um trio de piano, baixo e bateria, com o qual se apresentava em eventos na região metropolitana.  Nesta época ele também apresentava um programa na TV Piratini.  
Ao longo da carreira, teve a oportunidade de  se apresentar ao lado de grandes nomes da música brasileira e fez muitos recitais no Brasil e exterior, além de gravar vários discos e receber premiações.  
Foi parceiro frequente de Ivan Lins e colaborou com artistas como Elis Regina, Nana Caymmi e Djalma Corrêa. 
Participou de festivais, lançou discos e compôs, entre outras, a trilha sonora do premiado filme Ilha das Flores (1989), de Jorge Furtado. 
Em outubro de 2011, lançou o CD Vivências, em parceria com o cantor Victor Hugo, a partir de composições de Mario Barbará e Sergio Napp. 
Geraldo Flach nasceu em 06/08/1945 em Porto Alegre.


03 DE JANEIRO DE 2014: Morre em Porto Alegre, aos 69 anos, o cantor e compositor Carlos Catuípe, um dos responsáveis pela propagação da cultura musical litorânea e afro açoriana.  
Natural de Catuípe, andejou pelo Brasil mostrando sua arte e seu talento, mas, na década de setenta, fixou residência na cidade de Osório onde casou com a cantora Cléa Gomes, com quem teve os filhos Catuípe Jr. e Melina. 
Foi um grande divulgador do gênero “maçambique”, tendo mais de 200 obras neste ritmo, compostas, principalmente, em parceria com o letrista Ivo Ladislau.   
Carlos da Silva “Catuípe” participou e foi vencedor de inúmeros festivais de música.

Nenhum comentário:

Postar um comentário